sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Utilizando o FGC na prática - Parte II

Segue comunicado emitido pelo FGC sobre a intervenção no BVA: Aqui

Conteúdo do comunicado:

"Ref.  Banco BVA S.A. – Sob Intervenção

Pagamento aos Credores 

Prezados Senhores Credores,

Referimo-nos ao Ato-Presi  1.238, de  19.10.2012, por meio do qual  foi
decretada a Intervenção no Banco BVA S.A., CNPJ 32.254.138/0001-03, com 
sede na cidade do Rio de Janeiro (RJ), para informá-los que estaremos 
disponibilizando instruções para que seja realizado o pagamento aos credores 
de investimentos garantidos por este Fundo Garantidor de Créditos - FGC.
Tão logo  tenhamos  a identificação dos investidores, a ser fornecida pela 
CETIP,  os pagamentos serão imediatamente  disponibilizados  aos  credores 
titulares de DPGE – Depósitos a Prazo com Garantia Especial do FGC.
Oportunamente serão divulgadas as datas para o pagamento de garantia aos 
demais credores.

São Paulo, 19 de outubro de 2012.

Fundo Garantidor de Créditos – FGC
A Diretoria"

Não há duvida, portanto, que de fato só receberei esse dinheiro através do FGC, sendo que os titulares de DPGE serão pagos antes. Procedimento igual foi realizado no Cruzeiro do Sul e Prosper. Não há nada a se fazer além de aguardar o próximo comunicado.

319 comentários:

  1. VR,

    por quanto tempo calculas que o dinheiro ficará sem remuneração?

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deuteron,

      Imagino que o tempo entre a CETIP enviar os dados com os nomes e saldos a pagar à FGC e eu ir na agência pegar o dinheiro. Espero que no máximo 30 dias.

      Abraços,

      VR.

      Excluir
    2. Pela regra do FGC o tempo pós intervenção não rende juros ?

      Excluir
  2. Viste ? A Ressureição já está sendo anunciada. Não precisas temer o poder do Estado sobre vossa fortuna. O rico dinheiriinho será devolvido.


    Qual será a destinação desses 60k? Tens pensado em comprar FIIs ou TD?

    um abraço

    ResponderExcluir
  3. Viver de Renda,

    é foda viu! banco pequeno nunca mais.

    ResponderExcluir
  4. Sua cruz vai ser de isopor...

    ResponderExcluir
  5. VR,
    perguntinha, há uma teoria da conspiração por aí de que o BVA fraudou os lastros dos LCI´s, e caso isso seja fato o FGC não cobriria. Sabe de algo a respeito ou é só boato mesmo?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ostra,

      Ouvi falar isso com relação ao Sofisa, que foi veementemente negado publicamente pelo banco. O investidor age de boa-fé, acho impossível o FGC não cobrir mesmo havendo irregularidade.

      Abraços,

      VR.

      Excluir
    2. Boa pergunta Ostra... Até porque tenho aplicação no LCI do SOFISA e há a mesma história correndo... Aliás, o SOFISA corre este risco nos próximos meses? Abraços, AnoniJoe

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Ostra, se o FGC não cobre o investidor em caso de fraude, então ele não serve para nada.

      Excluir
    5. VR,
      acredito que seja boato realmente. Mas acho q discordo da sua observação, em caso de fraude o FGC não pode e nem deve cobrir o investidor, mesmo que esse tenha entrado de boa fé. Se o FGC cobrir gestão fraudulenta seria uma abertura grande p outros bancos seguirem o mesmo caminho, não?

      Excluir
    6. Ostra,

      O erro seria do banco com responsabilidade solidária do FGC. O investidor aplica em LCI, o investimento é enviado para a CETIP como LCI e ao final o FGC se recusa a pagar dizendo que não é LCI? Eu não sou advogado mas creio que na ótica do direito do consumidor é uma ação facilmente ganha.

      Além disso, tem o aspecto político da coisa, o FGC existe justamente pra dar segurança e tranquilidade ao investidor, geraria uma insegurança muito grande se houvesse dúvida se na "hora H" o FGC iria cobrir ou não.

      Abraços,

      VR.

      Excluir
    7. Sim VR, ação ganha com certeza.

      De qq forma é mais interessante pagar o FGC para os pequenos investidores e depois exigir uma melhor regulamentação do BC para esses casos, até pq se o FGC resolver não cobrir seria uma correria nos bancos pequenos e o estrago seria ainda maior.

      De qq forma, o FGC já emitiu nota de que cobrirá os depositos :) torço por vc p que seja rápido, no caso do cruzeiro do sul levou 3 meses :S

      Excluir
    8. FGC anunciou que cobrirá CDB´s, depositos a vista, poupança e DPGE, não falou nada sobre LCI.

      Excluir
    9. anunciou sim tá escrito la letras de credito imobiliario

      Excluir
    10. Não há necessidade de ação judicial, pois a boa-fé do investidor é respeitada. Se os gestores quiserem agir de má-fé, podem fazê-lo, mas serão responsabilizados pessoalmente em esfera criminal pelos seus atos, além das sanções administrativas cabíveis, como multas, intervenção, etc.

      Excluir
    11. voce é juiz troll?

      Excluir
    12. valeu a informação Troll, era curiosidade apenas :)
      bj

      Excluir
  6. Também estou nessa. Mas sou iniciante. Tinha cerca de 3k investido em LCI.
    No meu caso a corretora Mirae foi intermediária na realização do investimento.

    ResponderExcluir
  7. se dizem investidores, mas nem se deram ao trabalho de olhar o % Basilea do Banco, se observassem isso não colocariam o dinheiro lá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Particularmente, não me dou o trabalho de sequer saber quais os bancos pequenos que existem.

      Excluir
  8. Desculpe a ignorância... mas um índice de Basilea II ao redor de 19 a 21% é considerado de alto, médio ou baixo risco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O índice de Basiléia elevado significa que o banco tem capacidade de cumprir suas obrigações - mesmo em situações adversas de inadimplência. O mínimo que pode-se ter como padrão de seguança é 12%, abaixo disto o banco fica "engessado" para realizar operações.

      Excluir
    2. se refere ao sofisa?
      risco baixo, mas tem que olhar o conjunto.

      BVA estava abaixo de 11, altissimo risco, BB está por volta de 14, mas tem o governo por traz.

      Excluir
    3. Sim, o BVA no final de junho estava com 9,5%, sendo que no Brasil, o mínimo é de 11% (e não de 12%). O BB e a CEF pode ter até baixo, porque têm o tesouro os garantindo! O SOFISA parece que não vai quebrar nos próximos 6 meses, fique tranquilo para este período!

      Excluir
    4. Só tem cara esperto aqui!
      Agora estava em 9,5%, mas quem sabia? uma meia duzia.

      No ultimo balanço o indice de basileia estava dentro da media do mercado.

      Excluir
    5. Otima informação essa.

      Valeu amigos.

      Excluir
    6. Mas como é que o BC estava deixando ele funcionar com 9,5% ?

      Zero fiscalização?

      Excluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. mas então me expliquem, muitos que frequentam aqui consideram o VR um Deus dos investimentos (mas pelo post anterior ele se considera o filho dele) e o cara investe em um banco com esse tal indice Basilea baixo?
    quem afinal é um bom investidor nessa blogosfera? Um erro pior que o outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. filhote de troll, não é porque o cara investiu num banco que quebrou que ele é mau investidor, todos sabem do risco de investir em bancos pequenos, ele arriscou e deu errado, mas ja sabia que o fgc ia salva-lo, ele tinha uma segurança por tras, ser mau investidor é investir em algo muito arriscado sem garantia alguma, e não é o caso dele

      Excluir
    2. bons dividendos, viver de renda, dona ostra a meu ver tem estrategias solidas, nao entendo muito de opçoes mas o inv. troll tambem apresenta bom conhecimento sobre renda variavel, talvez voce pudesse nos apresentar seu blog(ou criar um) para nos brindar com suas discussoes e conhecimentos.

      Excluir
    3. Eu não sei quem é bom investidor, mas sei quem é o melhor: EU!

      Excluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como o VR consegue manter esse blog com esses animais comentando?

      Excluir
    2. Vejam bem... criticar por criticar não leva a nada.

      O VR é sem dúvidas um cara de alto padrão e deve ser respeitado.

      Com relação ao amigo aqui "inteligentão" (que chama os demais de burros e os manda calar a boca), deveria se informar melhor e saber que este índice é divulgado trimestralmente e não anualmente como ele parece crer.

      Excluir
    3. Espertão!!
      como voce consegue ver o indice de basileia trimestralmente se o ultimo balanço foi divulgado em 2011?

      Excluir
  12. recado aos filhotes de Bastter, olhar indice de basileia e pdd não adianta nada, se o banco estiver ruim eles vão forjar esses numeros, ninguem sabe quando um banco vai quebrar, o bva foi bem transparente em divulgar os prejuizos e solicitar uma intervenção quase nenhum faz isso, portanto antes de criticarem vamos seguir a dica do VR e estudar um pouco antes de abrir a boca pra falar besteiras. grato.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que vc tá fazendo isso aqui? Sua propaganda fajuta é pior do que qualquer trollagem...

      Excluir
    2. Que q tem? Melhor que as merdas que vc escreve, eu estou ganhado de forma honesta.

      Excluir
    3. Sardinha aloprada começa acreditando nessas bobagens e termina fazendo passeata em frente à Bovespa.

      Excluir
    4. ao inves de ficar poluindo blogs alheios crie algo que preste no seu blog e divulgue o que quiser la.

      Excluir
    5. a mensagem anonima e dirigida ao sonhador.

      Excluir
    6. Já denunciei como SPAM ao Google.

      Espero que todos os outros blogueiros estejam fazendo o mesmo.

      Excluir
  15. VR, vc fez um investimento de risco mais elevado que acabou não dando certo.

    Todos os investidores estão passiveis disso.

    Seria justa a critica se vc colocasse todo dinheiro lá ou colocasse uma parcela importante. Vc foi cuidadoso e calculou os riscos.

    Ignore as críticas e aprenda com os erros (eu aprendo muito com eles.)

    Um abraço amigo!

    ResponderExcluir
  16. Não sei o motivo das críticas. O VR não perdeu 60K e ainda que perdesse, isso não é nada para quem aporta 200K por mês.

    ResponderExcluir
  17. Se ainda não viram vai aqui uma tabelinha com o tempo de pagamento do FGC nas liquidações anteriores:

    http://www.fgc.org.br/upload/garantia_ip_p.pdf

    O melhor foi o Lavra, pagamento por política preventiva 4 meses antes :)

    ResponderExcluir
  18. E outra tabelinha com os valores:

    http://www.fgc.org.br/upload/garantia_p.pdf

    Bamerindus em primeiro lugar; quem lembra do jingle: "o tempo passa, o tempo voa, e a poupança bamerindus ..." hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e no final das contas o gigante HSBC comprou a massa falida do banco

      Excluir
    2. que massa falida? do BVA?

      Excluir
    3. Ele tá falando da compra do Bamerindus... Mas é desinformado, porque o HSBC ganhou na verdade milhoes. Só ler este link http://veja.abril.com.br/270897/p_106.html

      Excluir
    4. Não entendi, quanto tempo demora para pagar?

      Excluir
    5. "... é a Poupança Bameriiiiiiiiiiiiiiiinnnndduuuusss"

      Excluir
  19. VR,

    Fez investimento diretamente com o BVA ou através de corretora?

    Abraços,
    Sir Income

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu é chato; vai mendigar teus 15 reais em outra freguesia, cabra enchedor. VR, modera aí!

      Excluir
    2. CS, pare de fazer isso... esquemas tipo pirâmide como este são golpes antigos. Não aja desta maneira. Além do mais vc está sendo inconveniente e antipático. Hoje qualquer um joga no google "GOLPE DA PIRAMIDE" ou então "GOLPE DE PONZI". Ponha a mão na consciência e não prossiga com a divulgação de golpes. VIVER DE RENDA, por favor apague estas mensagens golpistas

      Excluir
    3. Galera,

      vamos denunciá-lo por spam. Ninguém o está autorizando a fazer propaganda e ISSO é característica de spam.

      Já fiz a minha parte, espero que todos estejam fazendo também.

      Excluir
  21. Poxa, VR..que chata essa situação..mas tenho certeza que o FGC vai segurar.. e vc conseguirá o $ de volta..
    Eu estava quase investindo lá..ai resolvi colocar no "google" para ler sobre o banco.. e para minha surpresa, li várias matérias "suspeitas"..até fiz um post sobre isso e resolvi esperar..
    Acho que dei sorte desta vez..
    vou acompanhar esta saga agora! continue postando as ultimas noticias, ta?
    Boa sorte ai!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, acho que quem faz uma boa diversificação não tem muito o que preocupar. Tenho uma grana que coloquei lá faz 3 semanas (isso mesmo 3 semanas). Mas nem estou preocupado quando irão me pagar. Pagando já tá bom ... Não coloco um quantia que abalaria em investimento de risco. Mas estou torcendo a todos que consigam reaver a grana mais cedo. (embora acho que melhor é nem ficar criando tantas esperanças de pressa).

      Excluir
  22. Estou acompanhando a saga também!

    Estou particularmente interessado em saber - acho que todos estamos! - o tempo de espera entre a notícia da "quebra" e o efetivo depósito, em sua conta, do dinheiro que tinha investido nesse banco.

    Espero que tudo corra bem!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tempo, vc ve o historico no site do FGC ...

      A questao mais interessante ao meu ver e ... Quem investe pela XP (que da para investir a partir de 1000 reais), com certeza nao investem com teu CPF ... isso e, teoricamente nao te daria direito ...

      Quem investe diretamente ... vai cair ... so esperar

      Excluir
    2. Anonimo, o investimento atraves da XP é feito diretamente no seu CPF e registrado na CETIP dessa forma, portanto coberto pelo FGC.

      Abraços,

      VR.

      Excluir
    3. Claro que nao. Vc recebe um papel da corretora dizendo que esta custodiada, e nao do emissor.

      Eles sempre falam que e direto. Mas e mentira!!!!!

      Ja deu uma discussao enorme isso no forum da Leandro Stormer (parceira da XP) sobre isso.

      Se vc investiu atraves da XP e bom comecar a ficar preocupado!!!!. Eles falam q FGC cobre, realmente cobre. Mas eles investem como instituicao e nao com seu CPF!!!

      O pessoal da XP esta enganando tudo mundo com isso!!!. Eu quero ver a mascara deles cair agora com o BVA ...

      Excluir
    4. Como você tem certeza disso?

      Excluir
  23. O FGC pagará até o limite.... Tradicionalmente demora entre 1 mês e meio a 3 meses. Existem casos no entanto que demorou 6 meses e um em particular (mas este na decada de 90) que demorou 3 anos. Tô apostando em rever meus 15K aplicados em LCI em 2 meses!

    ResponderExcluir
  24. Não fiquem tão tristes, tem sempre alguém com o pé todo na lama (infelizes cotistas destes fundos)...:

    http://www.infomoney.com.br/onde-investir/fundos-de-investimento/noticia/2591011/Fundos-investimentos-podem-ter-fortes-perdas-com-intervencao-BVA

    ResponderExcluir
  25. Minhas impressões:
    - A remuneração será só até a data da intervenção;
    - Vai demorar cerca de 2-3 meses para receber;
    - Recebimento indo em uma agência indicada pelo interventor (em geral Itau, Bradesco);
    - A intervenção em si já ativa o FGC, não precisa esperar a liquidação (no caso do Cruzeiro do Sul a intervenção foi diferente, via RAET, que não ativa).

    Pra quem fala que o VR operou mal colocando dinheiro no BVA, que o banco é fudido e etc, eu discordo.
    Até R$ 70 mil não faz diferença investir no Bradesco ou no Banco Joãodaesquina S.A. O risco é o período entre a intervenção e o dinheiro na conta, mas vale a pena. Melhor do que pegar CDB do Bradesco 80% do CDI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho a mesma dúvida, a remuneração das minhas LCI's vai ser paga até o dia em que o FGC resolver devolver meu dinheiro ? ou perdi 2...3...4 meses de remuneração ?

      Excluir
    2. Sim, vai perder esses meses.

      Excluir
    3. Anônimo, com todo o respeito, por que você fala sobre o que não sabe?

      Os juros fluem até a eventual liquidação do banco.

      Você só perde juros se o FGC pagar APÓS a eventual liquidação do banco.

      Excluir
  26. Olá VR,

    Eu li o artigo mas até agora não sei quem é BVA, o que aconteceu de fato e quanto vc tinha realmente investidos lá. Confirme:

    BVA - Banco de pequeno porte
    Acontecimento - Fraude de balanços
    Investimentos - 60k

    Vc pretende reaver esse valor em aproximadamente 30 dias uteis?

    ResponderExcluir
  27. Turma 13,

    BVA é um banco médio que possuia carteira muito exposta a consignado e crédito de veículos (no passado até repasses do BNDES).

    Com a crescente inadimplência, seu índice de Basiléia (K), que precisava estar no mínimo de 11%, estava em 9,5%, o que causou o BC a intervir no Banco (tomar a administração). Dessa forma, o VR, que possuia LCI (Letras de crédito imobiliário) emitidas pelo BVA, não poderia mais sacá-los.

    O FGC garante até R$ 70 mil por CPF, por Banco. Dessa forma teoricamente o aporte do VR está seguro, mas pode demorar por volta de dois meses até recebê-lo.

    Abs,

    ResponderExcluir
  28. Obrigado Mattheus, muito grato amigo.

    ResponderExcluir
  29. Tambem tenho Dinheiro nas LCIs do BVA pela xorretora XP. O interssante é que as cotas continuam se vaorizando diariamente.

    ResponderExcluir
  30. "A agonia do BVA e a tentativa de reabertura pelos sócios:
    Os últimos dias do banco, hoje sob intervenção do Banco Central, e o que os sócios estão fazendo para tentar reabri-lo"
    12/11/2012 05:55

    http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1028/noticias/a-agonia-do-bva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O Banco Central contratou a consultoria PricewaterhouseCoopers para analisar os números da instituição e determinar o tamanho do prejuízo. A previsão é que a avaliação dure até dezembro deste ano (...)"

      "Se assumisse a instituição, Oliveira Andrade poderia unir as operações à sua financeira, que concede crédito para a compra de veículos. Em paralelo, Ferreira dos Santos e Lodo continuam conversando com o FGC para tentar salvar o BVA. Quem ficar com o BVA deverá desembolsar um valor suficiente para cobrir o rombo anterior e também os pagamentos feitos pelo FGC para ressarcir ex-clientes. Esse valor, hoje, ainda não é conhecido."

      Excluir
  31. Quem tem lci pela corretora, meu caso pela xp, é garantido que iremos receber? Porquê as cotas continuam se valorizando? Tem alguma coisa que podemos fazer ou só aguardar? Obrigado

    ResponderExcluir
  32. VdeR, aplicaste em algum ipo de FII recente? Que achas do BB?

    ResponderExcluir
  33. http://clientesdobva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. ***O TOM MUDOU***

    "À espera do FGC


    O banco BVA, sob intervenção do Banco Central, está atraindo o interesse de quatro grupos. O primeiro é o do empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono da rede de concessionárias Caoa, que é sócio do BVA com 7% de participação e tem cerca de 600 milhões de reais em aplicações no banco. Além de Caoa, os bancos Brasil Plural e Indusval e o próprio Ivo Lodo, ex-presidente do BVA, demonstraram interesse. Qualquer um deles só fará negócio se o Fundo Ga-rantidor de Créditos (FGC) der uma linha de crédito de cerca de 1 bilhão de reais — um novo dono teria de entrar ainda com cerca de 500 milhões de reais."

    Coluna - Primeiro Lugar
    Revista Exame - 26/11/2012

    ResponderExcluir
  35. A minha tese vai se confirmando: a decisão de tratar o BVA como um "banquinho de merda" foi de um pequeno grupo de técnicos, que em nenhum momento sequer cogitou que centenas de milhões de reais de fundos de pensão estariam em jogo.

    O BVA é uma boa instituição, teve um problema de descompasso de ativos, que secou o caixa, e acabou sendo tratado como mais um banco fradulento, o que não condiz com a realidade.

    "dãaa.. Cruzeiro do Sul.. BVA... rosquinhas.."

    O estrago a imagem do BVA está feito. E agora quem realmente toma decisões corre contra o tempo para arrumar a casa.

    ResponderExcluir
  36. http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,empresario-teria-interesse-em-comprar-o-bva-,966774,0.htm

    Empresário teria interesse em comprar o BVA
    29 de novembro de 2012 | 2h 10

    Além do setor de carros, o dono do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, tem participação minoritária no banco BVA, que sofreu intervenção do Banco Central em 19 de outubro. No fim de 2011, ele converteu parte do dinheiro que detinha em ações. Ficou com 17% dos papéis preferenciais, o equivalente a 8% do capital total.


    Além disso, fontes a par do assunto afirmam que ele tinha cerca de R$ 600 milhões depositados no BVA quando o BC interveio. Por isso, seria o principal interessado na compra do banco. Diferentemente do Cruzeiro do Sul, o BVA não foi liquidado pelo BC. Um técnico da instituição foi nomeado interventor e tem 60 dias para fazer uma radiografia.

    Se ficar configurado que o problema não era de solvência, mas sim de liquidez, há possibilidade de a intervenção acabar e o banco passar para outro dono. É aí que entraria Andrade. Para evitar a perda dos R$ 600 milhões, ele assumiria o comando para mantê-lo em funcionamento. Suas conversas com os antigos controladores do BVA e as autoridades responsáveis já começaram.

    ResponderExcluir
  37. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FGC faz tentativa de ressuscitar BVA

      Autor(es): Por Vanessa Adachi, Marli Olmos e Carolina Mandl | De São Paulo

      Valor Econômico - 29/11/2012

      Excluir
    2. Em geral, quando o Banco Central decreta a intervenção em um banco, é o fim da linha. Depois disso, segue-se a sua liquidação e acabou. Uma intensa movimentação de bastidores nas últimas semanas, entretanto, busca escrever um fim diferente para a breve história do pequeno Banco BVA, sob intervenção desde 19 de outubro.

      O próprio controlador do BVA, José Augusto Ferreira dos Santos, bateu à porta de bancos de pequeno porte ainda em outubro para tentar costurar uma operação de salvamento do banco e, assim, evitar a liquidação.

      Mas, agora, quem se articula no mesmo sentido é o Fundo Garantidor de Créditos (FGC), entidade financiada pelos bancos e responsável por garantir o dinheiro de depositantes de bancos liquidados até determinado limite.

      O Valor apurou que o FGC contatou alguns bancos de investimento e acabou contratando o BR Partners para o mandato de encontrar um comprador para o BVA. Procurados, FGC e BR Partners não confirmaram a contratação e não quiseram comentar.

      Toda a movimentação é surpreendente porque não houve caso no Brasil até hoje de um banco que conseguisse sair da intervenção. E nada garante que este será o primeiro caso.

      Pessoas que analisaram os números do BVA consideram bastante difícil que se encontre uma saída. Bancos aos quais a instituição foi oferecida até o momento não demonstraram apetite.

      Segundo duas pessoas que tiveram acesso aos números do banco, a única possibilidade que se mostrou até o momento passa pelo empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, do grupo CAOA de revendoras de carros.

      De acordo com três executivos, o grupo e pessoas ligadas a ele tinham, em conjunto, depósitos totais superiores a R$ 500 milhões no BVA. A cifra é capaz de gerar grande desconforto financeiro mesmo para uma empresa capitalizada como o CAOA. Além disso, Andrade já havia colocado outros R$ 50 milhões como capital no BVA.

      Antes de o BVA sofrer a intervenção, o FGC já costurava uma capitalização do banco com a participação de Andrade. O executivo faria um empréstimo de R$ 300 milhões para o controlador do banco capitalizar o BVA.

      Excluir
    3. (...)
      Segundo a assessoria de imprensa do CAOA, o empresário estava em viagem e não pôde ser localizado para comentar.

      Segundo um experiente banqueiro, entretanto, não faria sentido, agora, um grupo colocar mais dinheiro para tentar salvar o que foi perdido com a intervenção. A equação não é simples.

      No momento, o banco passa por uma auditoria da PwC, contratada pelo FGC. Uma empresa de análise de créditos também foi contratada. Por ser o maior credor do BVA, com uma exposição de R$ 1,2 bilhão, uma solução para o banco deve necessariamente passar pelo fundo, que pode financiar o comprador para recuperar pelo menos parte do dinheiro devolvido a detentores de depósitos garantidos do banco. Só quando a auditoria estiver concluída é que se terá certeza da viabilidade da venda.

      Além de evitar perdas para o FGC, ao voltar a operar, o BVA também evitaria prejuízos em diversos fundos de pensão, como Petros, Serpros, Infraprev, Fipecq e Refer. Essas fundações participaram - direta ou indiretamente - da capitalização do banco.

      Problemas no setor imobiliário também podem ser evitados com a venda do BVA, segundo o Valor apurou. Dentro da carteira do banco, há uma série de empréstimos feitos para construção de imóveis. Ao liberar um financiamento, o banco exigia que parcela dos recursos dados ficassem aplicados em Certificados de Depósito Bancário (CDBs) até o momento do desembolso. Agora, sem conseguir resgatar esses títulos, muitos empreendedores ficaram sem recursos para concluir as obras e ainda mantêm-se como grandes devedores do banco.

      Se, na condição de credor, viesse a assumir o BVA, o dono da CAOA estaria revivendo uma história que no passado deu origem a sua vida de empresário, há 33 anos.

      Oliveira Andrade, ou o Dr. CAOA, como é conhecido em suas empresas, era um médico cirurgião especializado em doenças do aparelho digestivo quando decidiu, em 1979, comprar um Ford Landau - modelo luxuoso da época - numa concessionária em Campina Grande (PB), onde vivia.

      Mas o carro não foi entregue. O proprietário da revenda lhe confessou que estava à beira da falência. Oliveira Andrade, então, propôs ao empresário falido que lhe entregasse a loja para compensar o que ele havia perdido com a compra do Landau.

      Logo depois, o concessionário de Campina Grande comprou outra concessionária à beira da falência no Recife. Seis anos depois, o grupo que o ex-médico batizou com as iniciais de seu nome, transformou-se no maior revendedor Ford da América Latina.

      Em 1992, quando o então presidente Fernando Collor de Mello abriu as importações, Oliveira Andrade negociou com a Renault um contrato para ser o importador oficial da marca francesa no Brasil. Mas quando, em 1998 a montadora inaugurou uma fábrica no país Oliveira Andrade ficou fora da atividade e iniciou, então, uma longa batalha judicial contra o grupo francês.

      Em 1999, o grupo CAOA tornou-se, também importador da Hyundai e investiu na construção de sua própria fábrica de veículos em Anápolis (GO), com licença da marca coreana. Há poucas semanas a Hyundai concluiu a construção da sua própria fábrica, em Piracicaba (SP). Mas manteve relações com o grupo CAOA.

      A rede de lojas CAOA venderá todos os importados mais os veículos que o grupo brasileiro produz na fábrica de Anápolis. Já uma nova rede criada pelos coreanos comercializará os carros fabricados em Piracicaba.

      A tentativa de salvar o BVA pode até soar estranha para o mercado financeiro. Mas quem conhece o Dr. CAOA sabe que até agora ele sempre deu um jeito para não perder dinheiro, nem que para isso tivesse de recorrer a soluções inusitadas.

      Excluir
  38. Peço licença ao dono do blog para mandar a * * * todos aqueles que tiraram sarro dos que investiram no BVA.

    ResponderExcluir
  39. A quem possa interessar...

    O interventor fará levantamentos das informações [a serem enviadas ao FGC] com base na data da decretação da Intervenção.

    Ou seja, não tem rendimento entre o levantamento e o pagamento.

    []s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com base no que estamos comentando sobre o que o interventor fará ou deixará de fazer?

      E outra, correm juros sim até a eventual liquidação; o que pode acontecer é receber pelo FGC um valor x, mas o resto ser honrado pelo Banco depois (no caso de continuar a operar), ou receber no juízo de falência (no caso de ser liquidado).

      Eu acho muito gozado jogar informações no ar sem explicar.

      Excluir
    2. Eu obtive a resposta do Bacen. Se duvidas, escreva ao Bacen!

      Excluir
    3. Ao menos, a resposta acima se aplica ao FGC. No Brasil, se pode até matar no trânsito que raramente é pudido, que dirá 2 meses de rendimento.

      Excluir
  40. CARTA CAPITAL (Política)
    Mauricio Dias
    08.12.2012

    Mutirão pelo BVA

    Há uma operação em curso para evitar a liquidação do Banco BVA, sob intervenção do Banco
    Central desde outubro. A instituição tem volume expressivo de recursos de fundos de pensão das estatais. Estima-se que a cifra alcance, de forma direta e indireta, a casa dos 500 milhões de reais.

    Para a transação ser fechada, o BC quer o controle em mãos privadas. Os antigos controladores, José Augusto dos Santos e Benedito Lodo Filho, ainda não conseguiram encontrar parceiros. Nos bastidores, os senadores José Sarney e Renan Calheiros atuam pelo BVA.

    ResponderExcluir
  41. http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/bva-transferiu-r-135-milhoes-a-empresa-de-seu-controlador

    04/12/2012


    "Os números exatos das contas do BVA deverão ser conhecidos pelos interessados na aquisição do banco até meados de dezembro, quando deverá terminar a auditoria feita no banco. O principal candidato a comprar a instituição financeira é o empresário Carlos Alberto de Oliveira, dona da rede de concessionárias Caoa, que tem 7% de participação no BVA e 450 milhões de reais em depósitos, segundo uma pessoa que analisou os dados do banco. O empresário deverá se reunir com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) ainda nesta semana para fazer a sua proposta, de acordo com uma pessoa envolvida na operação."

    ResponderExcluir
  42. http://www.tribunadeindaia.com.br/noticias/cidade/6159-prefeito-fala-pela-primeira-vez-sobre-caso-bva.html

    Prefeito fala pela primeira vez sobre caso BVA

    Reinaldo Nogueira afirma que não sabia que recurso estava aplicado no banco

    "Após ter participado da formatura dos alunos da Escola Municipal de Educação Básica
    (Emeb) da Sociedade Amigos de Bairro (SAB) XII de Junho, realizada na manhã de
    quinta-feira, dia 29, o chefe do Executivo falou com a reportagem da Tribuna sobre a
    reunião que teve com o interventor Eduardo Félix Bianchini, indicado pelo Banco
    Central para analisar a situação financeira e administrativa da instituição financeira.
    Depois de afirmar que não são todos os correntistas do BVA que estão sendo recebidos
    pelo interventor, Reinaldo revela que as informações que recebeu do atual responsável
    pelo banco mostram que a situação “não é tão ruim” e que já existem pessoas e até
    outros bancos interessados em adquirir a instituição, já que o governo federal não vem
    autorizando a criação de novos bancos.
    Entretanto, segundo o próprio prefeito, a avaliação do interventor é de que nada de
    concreto seja realizado até o dia 15 de dezembro quando os trabalhos devem ser
    intensificados para a apresentação de um resultado.
    Sobre a possibilidade de o BVA ser liquidado e o município enfrentar dificuldades para
    reaver o dinheiro, Reinaldo garante que o interventor disse que o banco terá
    “prioridades” para realizar o pagamento. O prefeito revela que Indaiatuba está entre as “prioridades”, pois entrou com
    uma ação contra a instituição financeira e apresentou pedido de resgate dos recursos antes que o dinheiro fosse
    bloqueado. “Ele disse para nós aguardarmos e ficar tranquilos que não devemos ter problemas, que o rombo (no BVA) não
    é tão grande e que existem pessoas interessadas em ficar com o banco”, revela."

    ResponderExcluir
  43. Quer dizer que Indaiatuba quer pular na frente dos quirografários pelo que entendi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem certos créditos que não se sujeitam a fila de credores - é o caso dos extraconcursais. E, também, pelo que entendi, dos credores que tinham o direito a retirar o investimento do Banco, já tinham formalizado isso, mas não receberam por falta de caixa.

      Vamos esperar o desenrolar dos fatos, esta semana será decisiva. Eu espero que o BVA volte a operar, mas só posso torcer.

      Excluir
  44. Open topic:

    Não lembro de ouvir falar para o caso de LCIs no Brasil, mas pode acontecer que...

    As LCIs são "frias" !

    Afinal, qualquer IF mal intencionada pode escrever num papel "vale uma LCI de 50 mil" e, no final do dia, não vale nem um café. Lá se foi seu suado fundo para formar o helicóptero de alguém.


    Se fossse o caso de BVA ter emitido LCIs - e até CBDs - frios, não seria um bom motivo para intervenção ? Se fosse esse o caso, o FGC garantiria ?

    Eu creio que sim, pois partir-se-ia do princípio da boa-fé do investidor.

    Além disso, o não pagamento pelo FGC provocaria uma fuga em massa das sardinhas nas IFs menores.

    Afinal, que saberia separar Apples e Bananas, sem nem o Bacen conseguiu fiscalizar ?

    Comentem, por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O FGC representa garantia para os investidores que possuem recursos nas instituições participantes. Todos os bancos participantes recolhem para o FGC sobre os recursos investidos.

      O acionamento da cobertura do FGC independe de boa ou má fé do investidor ou da IF.

      O FGC paga e ponto. É o seguro do investidor. Se o banco for liquidado, entra na fila de credores para tentar reaver o $.

      Excluir
  45. Ok, "sobre os recursos investidos".

    Mas e se a IF simplesmente não investiu. Simplesmente emitiu uma nota fria (a.k.a. apropriação indébita). O que faria o FGC ?

    Existe uma variação: pouco antes da intervenção, enviaram seu recursos em CC, sem seu consentimento, para um daqueles "fundos", que sabidamente não contam com o FGC. O que faria o FGC ?

    Estou conjecturando, mas, em se falando de fraudes ou casos com o Lehman Brothers, 21 de Dezembro está próximo!

    ResponderExcluir
  46. AS LCI's (imaginando que não sejam "frias") também seriam extraconcursais?! Existe um lastro real sob elas.

    Durante a intervenção eu tambem quis entrar com "procedimentos formais judiciais" para garantir o que eu acho que me é de direito, e me foi informado pelo Banco que eu nada poderia fazer enquanto a intervenção estivesse perdurando. Agora, Indaiatuba pode?

    ResponderExcluir
  47. Huahahaha... não disse que tinha apropriação indébita na jogada !?!?!!

    BVA transferiu R$ 135 milhões à empresa de seu controlador
    http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/bva-transferiu-r-135-milhoes-a-empresa-de-seu-controlador


    ... o empresário Carlos Alberto de Oliveira, dona da rede de concessionárias Caoa, que tem 7% de participação no BVA e 450 milhões de reais em depósitos, segundo uma pessoa que analisou os dados do banco. O empresário deverá se reunir com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) ainda nesta semana para fazer a sua proposta, de acordo com uma pessoa envolvida na operação.


    Oky doky, então semana que vem sai o pagode das minhas LCIs, certo ?

    Mas se forem frias... Podemos fazer a passeata de Natal do Sem LCIs.

    cheers!

    ResponderExcluir
  48. http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/economia/carlos-alberto-oliveira-andrade-faz-proposta-para-comprar-o-bva/

    domingo, 16 de dezembro de 2012

    10:19 \ Economia

    Proposta firme

    Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o Caoa, fez na quarta-feira passada uma proposta firme ao BC e ao Fundo Garantidor de Créditos para comprar o BVA e reverter, assim, a intervenção do banco.

    É, por enquanto, a única oferta pelo encrencado BVA. Caoa tem 700 milhões de reais enterrados lá. A resposta sai nos próximos dias.

    Por Lauro Jardim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos próximos dias tentarei responder as questões que foram colocadas aqui sobre lastro de LCI e falência. Neste momento, estou aguardando a operação de salvamento do BVA.

      Eu sinceramente quero ver o BVA voltar a operar e quem sabe até aproveitar uma taxa mais agressiva que possa ser oferecida agora para novas aplicações.

      Eu acredito naquilo que invisto. Podem dizer que casei com a porra do banco.

      obs.: os 135 milhões estão relacionados a pagamento de bônus para os executivos; foi uma manobra para pagar menos impostos. Não foram desviados.

      Excluir
    2. Aprendiz,

      Além do comentário do Mucillo, comente para nós o fato do BVA retirar caixa dos fundos de investimentos do BVA, dizendo que iria pagar depois, vulgo "pindura", MAS PORÉM CONTUDO NO ENTANTO sem o consentimento dos cotistas...

      Isso não é desvio ?

      Excluir
    3. E, seu foi uma manobra para pagar menos imposto, dado o volume vultuoso, me parece apropriação indébita, ainda pior por ser do erário, pois os impostos são da Estado, a despeito se o Estado faz bom uso dos impostos que arrecada.

      Excluir
  49. Sim, não foram desviados. Mas como que um banco paga de bônus a seus executivos mais do que todo lucro anual do banco? Assim não tem empresa que resista!!

    Só nos resta torcer. Que saia uma negociação aí...Com certeza vai incluir os credores quirografários para alongarem o prazo de vencimento dos títulos, para que não ocorra outra corrida a saques. Eu, de minha parte, quero esquecer este pesadelo e nunca mais passar perto de bancos que não sejam BB/CAIXA/Bradesco/Itau

    Abraços

    ResponderExcluir
  50. Será que sai esta semana a resposta se o CAOA comprou o banco... tenho uma LCI vencendo dia 20... ´[]'s

    ResponderExcluir
  51. http://online.wsj.com/article/BT-CO-20121217-711970.html?mod=WSJ_Banking_middleHeadlines

    December 17, 2012, 5:20 p.m. ET

    Brazil's CAOA Makes Offer to Buy Troubled Bank BVA - Source

    "The proposal is so far the only offer on the table for BVA, said the person. Other offers could still be made once the FGC finishes the review of the bank's balance sheet, said the person, who didn't disclose the terms of CAOA's offer.

    A preliminary review of BVA's numbers will likely be finished by the end of this week but the full analysis is probably only going to be disclosed next week, the same person added.

    "Depending on the numbers, there's a chance BVA could be sold at the end of the year or beginning of January," said the person, noting that CAOA's proposal is based on certain conditions that will still need to be verified. "Based on that, it's also impossible to say if the offer is good or bad," the person explained."

    ResponderExcluir
  52. Notícia fresca...

    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/107568_BVA+TEM+BURACO+DE+R+15+BI+ATE+O+MOMENTO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+geral,bva-tem-buraco-de-r-15-bi-ate-o-momento,138388,0.htm

      BVA tem buraco de R$ 1,5 bi até o momento

      18 de dezembro de 2012 | 9h 57

      SÃO PAULO - O BVA, que está sob intervenção do Banco Central (BC) há quase dois meses, tem até agora um passivo a descoberto de aproximadamente R$ 1,5 bilhão. O valor total pode ser maior ou menor, porque o processo de levantamento e análise dos números só deve terminar no fim desta semana. Segundo fontes que acompanham o caso, ainda há chance de o BVA não ser liquidado. A decisão final será do BC.

      O jornal O Estado de S. Paulo apurou que há dois trabalhos de avaliação correndo paralelamente. Um deles é o do BC, que definiu como interventor do banco o funcionário de carreira Eduardo Félix Bianchini. O outro processo está sendo comandado pelo banco de investimentos BR Partners, contratado pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

      A estimativa de um passivo próximo de R$ 1,5 bilhão é do BC. Bianchini foi procurado pela reportagem, mas não se pronunciou. O trabalho do FGC ainda não terminou. A expectativa é de que os números das equipes lideradas pelo BR Partners sejam conhecidos até o fim desta semana.

      Esses números são fundamentais para saber se o BVA terá ou não salvação. Uma proposta firme pelo banco só poderá ser feita - e avaliada pelo BC, que tem a palavra final no assunto - com os dados detalhados em mãos.

      Diferentemente de outros bancos que quebraram no País nos últimos anos (notadamente Panamericano e Cruzeiro do Sul), no BVA, até agora, não foram encontradas fraudes. O passivo a descoberto é fruto, principalmente, de garantias de créditos concedidos pelo banco.

      Segundo pessoas que conhecem a instituição, o BVA tinha como característica emprestar para empresas de médio porte e deixar a maior parte do débito para ser liquidada no final do contrato. Como contrapartida, exigia garantias, como imóveis.

      Entre os ativos do banco constam pouco mais de R$ 300 milhões em imóveis executados por inadimplência. O problema é que, em muitos casos, a documentação do imóvel está incompleta. Não há, por exemplo, certidão de registro em cartório.

      O mesmo ocorre com imóveis que são garantia de empréstimos que ainda estão na carteira. A legislação obriga o BC a fazer provisões para todos esses empréstimos com garantias duvidosas. Por isso, a conta do passivo total está perto de R$ 1,5 bilhão.

      Excluir
    2. (...)


      Se as garantias se revelarem reais, o buraco final será menor. De outro lado, a apuração dos números pelos técnicos poderá revelar passivos que até agora não apareceram e, consequentemente, inviabilizar o banco.

      Apesar das incertezas, haveria três interessados no BVA. Um deles é Carlos Alberto de Oliveira Andrade, do grupo Caoa. Com cerca de R$ 600 milhões presos no BVA, Andrade já procurou o FGC, que é o maior credor do banco hoje. O Fundo já pagou a investidores cerca de R$ 1 bilhão. Eram empresas e pessoas físicas com depósitos no BVA.

      A ideia de Andrade é unir os dois maiores credores para salvar o banco. Juntos, ele e o FGC têm R$ 1,6 bilhão. O dinheiro poderia ser convertido em capital e usado para abater o passivo a descoberto. Se o buraco for mesmo próximo de R$ 1,5 bilhão, o novo controlador teria ?apenas? de injetar um montante para manter o BVA funcionando. Ao evitar a liquidação, Andrade abriria a possibilidade de recuperar o que tem.

      Procurado pela reportagem, o dono do grupo Caoa informou, por meio da assessoria de imprensa, que realmente está negociando a compra do BVA. Mas informou que não há uma definição sobre o assunto. Além de Andrade, há outros dois interessados, que, até agora, não fizeram proposta. Ambos estariam à espera dos números finais da instituição.

      O BC interveio no BVA porque o banco não conseguiu honrar alguns depósitos de clientes. É o que se chama tecnicamente de crise de liquidez. Por isso, os atuais controladores estão buscando clientes com dinheiro no BVA para que eles aceitem um período de carência para sacar seus recursos no caso de o banco ser mesmo vendido.
      Procurado, o FGC não se pronunciou. Os controladores do BVA não comentaram. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

      Excluir
  53. "Diferentemente de outros bancos que quebraram no País nos últimos anos (notadamente Panamericano e Cruzeiro do Sul), no BVA, até agora, não foram encontradas fraudes. O passivo a descoberto é fruto, principalmente, de garantias de créditos concedidos pelo banco."

    "O mesmo ocorre com imóveis que são garantia de empréstimos que ainda estão na carteira. A legislação obriga o BC a fazer provisões para todos esses empréstimos com garantias duvidosas. Por isso, a conta do passivo total está perto de R$ 1,5 bilhão.

    Se as garantias se revelarem reais, o buraco final será menor. De outro lado, a apuração dos números pelos técnicos poderá revelar passivos que até agora não apareceram e, consequentemente, inviabilizar o banco."

    O BACEN ESTÁ VERIFICANDO A QUALIDADE DOS LASTROS DE LCI!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já cantei aqui a bola de que não havia fraude.

      Agora podemos ter a boa surpresa de ver o BVA comprado por um banco público. Os números ditarão o destino.

      Afinal, se a CAIXA comprou um LIXO arrombado em 4 bilhões sem querer querendo, o BVA mostra-se uma excelente opção para prosseguir dando crédito a pequenas e médias empresas.

      O BVA não montou pirâmides, não fraudou, não inflou o Balanço (como o LIXO comprado pela CAIXA). Cometeu irregularidades (apropriação, não pagamento de tributos), e a melhor saída para resolver tudo isso é manter o BVA vivo.

      Excluir
    2. Mas deixo bem claro que minhas previsões são apenas torcida (eu gostaria que fosse assim).

      Excluir
  54. Só um pouco. Eu também estou na torcida, mas precisamos usa nossa racionalidade. A Caixa comprou o Panamerican sem saber de seus rombos. Quem compraria o BVA, com seu rombo bilionario, a não ser o CAOA? Não vejo outra alternativa...

    ResponderExcluir
  55. Só um pouco. Eu também estou na torcida, mas precisamos usa nossa racionalidade. A Caixa comprou o Panamerican sem saber de seus rombos. Quem compraria o BVA, com seu rombo bilionario, a não ser o CAOA? Não vejo outra alternativa...

    ResponderExcluir
  56. http://economia.estadao.com.br/noticias/economia+geral,prazo-para-relatorio-final-sobre-bva-e-prorrogado,138643,0.htm

    Prazo para relatório final sobre BVA é prorrogado

    Interventor terá mais 60 dias para terminar trabalho. Conclusão vai apontar se o banco é viável e se poderá continuar funcionando

    19 de dezembro de 2012 | 15h 44

    "SÃO PAULO - O interventor do Banco Central (BC) no BVA, Eduardo Félix Bianchini, pediu prorrogação do prazo para elaborar o relatório e o balanço que mostrarão as reais condições da instituição financeira. O prazo original vencia nesta quarta-feira, 19, exatos dois meses após o BC intervir no banco. Bianchini tem mais 60 dias para terminar o trabalho, mas, segundo fontes que acompanham o assunto, não deve usar todo esse tempo.

    O relatório é fundamental para que o próprio BC e eventuais interessados no BVA saibam se o banco é viável e se poderá continuar funcionando. O Estado apurou que há três potenciais compradores.

    Um deles é o controlador do grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que teria cerca de R$ 600 milhões presos no banco. Ele já levou aos controladores da instituição, ao BC e ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC) um esboço de proposta pelo BVA. Mas a proposta definitiva só poderá ser apresentada após o levantamento completo dos números do banco. Além de Andrade, há outros dois interessados, que, até agora, não fizeram proposta. Ambos estariam à espera dos números finais da instituição.

    Parte desse trabalho está sendo feita pela equipe liderada por Bianchini. Outra parte é coordenada pelo banco de investimentos BR Partners, contratado pelo FGC, que já pagou cerca de R$ 1 bilhão aos clientes do BVA e, com isso, se tornou o principal credor do banco.

    A expectativa de pessoas envolvidas com o assunto é de que o trabalho do BR Partners esteja concluído até sexta-feira. Ainda segundo fontes próximas do processo, o BVA teria até agora um passivo a descoberto de aproximadamente R$ 1,5 bilhão."

    ResponderExcluir
  57. http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/economia/bc-estende-intervencao-do-bva-por-mais-dois-meses/

    uarta-feira, 19 de dezembro de 2012

    16:12 \ Economia
    Mais dois meses

    Prazo alongado

    Hoje, dois meses depois do sinal vermelho ao BVA, o BC estendeu por mais 60 dias a intervenção no banco.

    Será o prazo necessário para concluir a auditoria em curso e analisar as propostas pelo banco. Até o momento, o buraco do banco é de 1,5 bilhão de reais.

    Por enquanto, na mesa, só a proposta de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o CAOA, sócio minoritário do BVA. Há chance de outras duas propostas firmes pingarem até o final do ano.

    Em resumo, nestes 60 dias que começam a partir de hoje, o BC pode liquidar ou dar uma nova chance ao BVA.

    Por Lauro Jardim

    ResponderExcluir
  58. Só pra relembrar, os interessados no BVA são: Dr. CAOA , Banco Indusval e Banco Brasil Plural.

    Este último foi criado por ex-sócios do BTG Pactual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a única chance é o CAOA.
      Tomara que ele faça este milagre. []'s

      Excluir
  59. http://www.valor.com.br/financas/2946956/intervencao-no-bva-e-prorrogada-por-60-dias

    Intervenção no BVA é prorrogada por 60 dias

    Objetivo é ganhar tempo na apuração dos passivos do banco enquanto se negocia a venda do controle para dono do grupo Caoa



    "A solicitação foi atendida pelo BC. Segundo o Valor apurou, apesar da prorrogação, a expectativa é que os números estejam concluídos até a primeira quinzena de janeiro."

    "É possível que Andrade apresente uma proposta até o fim do ano, apurou o Valor. A negociação das condições para se chegar a um acordo firme, porém, ficaria para depois e a expectativa é que não seja concluída tão rapidamente.

    De acordo com fontes que acompanham o processo, um banco e um fundo também olharam o BVA. No entanto, o dono do grupo CAOA - por causa de sua condição de credor - estaria mais "determinado" a encontrar uma solução."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto isso vou tomando prejuizo de não poder resgatar nem reinvestir minhas LCIs vencidas... nhaca.

      Excluir
  60. http://www.valor.com.br/financas/2949468/para-comprar-bva-dono-da-caoa-tera-de-injetar-r-700-milhoes

    Para comprar BVA, dono da CAOA terá de injetar R$ 700 milhões

    Por Carolina Mandl e Talita Moreira | Valor

    SÃO PAULO - Se o empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade — dono do grupo CAOA — resolver de fato comprar o BVA, terá de injetar pelo menos R$ 700 milhões em dinheiro novo para o banco escapar da liquidação. Esse valor se somaria aos R$ 500 milhões que Andrade já tem investidos no BVA na forma de depósitos a prazo.

    A expectativa é que, até quarta-feira, o empresário apresente uma proposta ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e ao Banco Central (BC), caso decida levar adiante as negociações.

    Ao todo, Andrade comprometeria, portanto, R$ 1,2 bilhão no BVA — que está sob intervenção do BC desde 19 de outubro. O interesse do empresário é criar um banco para financiar a venda de automóveis da rede CAOA.

    Porém, fontes a par das negociações consideram alto demais o comprometimento de capital que o empresário teria para essa finalidade. Com menos recursos, ele conseguiria montar uma instituição financeira do zero e sem as complicações que a aquisição de um banco sob intervenção podem trazer.

    Nesta semana, o interventor do BVA, Eduardo Bianchini, pediu mais 60 dias de prazo para apresentar seu relatório final com os números do banco. A expectativa, porém, é que o balanço esteja pronto até meados de janeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As notícias se repetem faz pelo menos 3 semanas. Toda quarta é dia de proposta. E esse impasse do CAOA agora.

      Ou vendem ou liquidam (e liberam o FGC).

      Excluir
  61. Se o CACOA for BEM BURRO, ele coloca mais esses 700 milhoes pra salvar o maculado BVA.

    ResponderExcluir
  62. Melhor é liquidar o banco e tentar recuperar uns 10% dos 500 milhoes e ainda agradecer a DEUS

    ResponderExcluir
  63. Já que o dinheiro não vem nunca o BVA e o FGC podiam pelo menos ter mandado um cartão de natal bem bonito !!! kkk

    ResponderExcluir
  64. Boa tarde pessoal,
    Também tenho aplicações "retidas" no Banco BVA e estou aguardando ansiosamente o desfecho desta situação mas estou estranhando a demora do FGC para realizar o ressarcimento dos investidores na garantia ordinária (até R$ 70.000,00) pois no caso do banco Cruzeiro do Sul o tempo total para ressarcimento foi de 64 dias e no caso do BVA já se passaram 69 dias.
    Outra questão: alguém tem alguma informação OFICIAL sobre se temos direito ao pagamento dos rendimentos após o dia 19/10 (dia da intervenção) ??
    Obrigado
    Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas complementando que no caso do Cruzeiro do Sul aconteceram fraudes declaradas e no caso do BVA acredito que não tenha sido o causador da intervenção e sim problemas de gestão.

      Excluir
    2. Eduardo, esta informação é complicada de obter mesmo. Mas pelo que entendi, enquanto o BVA esta sob INTERVENCAO os juros continuam a render (se o investimento no caso de LCI já não estiver vencido). Agora quando o FGC decretar LIQUIDACAO (falência) os juros param de correr.

      Excluir
    3. Meu LCI venceu dia 29 de outubro.
      Isso quer dizer que perderei todo o rendimento acumulado de 29 de outubro até agora (uma vez que se o dinheiro estivesse na minha mãe, estaria aplicado)?

      Se isso for verdade, deveria ser divulgado amplamente entre os investidores, de forma que saibam que mesmo com a atuação do FGC para investmientos protegidos, há perda de capital.

      Excluir
    4. Na verdade se ele venceu você não esta perdendo rendimento acumulado, visto que ele esta em conta corrente então não tem rendimento mesmo. Tenho 20% dos meu dinheiro na mesma situação. Você pode/poderá processar o banco pedindo correção monetária (eu nem perderia tempo tentando). []'s

      Excluir
  65. http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/dicas-de-especialista-para-seu-dinheiro/noticias/investi-num-banco-que-pode-quebrar-como-reaver-o-dinheiro

    Pessoal, pergunta de um internauta para o site da Exame.

    Se atentem ao terceiro parágrafo da resposta do consultor que diz o seguinte: "Lembro a quem quer aproveitar as taxas mais altas pagas por bancos menores com a garantia do FGC que tenha em mente este possível atraso em caso de problemas financeiros no banco. Esse período não é sujeito a remuneração, pois esta ocorre apenas a partir da data do depósito até a data da liquidação, e não do efetivo pagamento."

    Ali, ele afirma, que a remuneração ocorre entre a data do depósito até a data da liquidação. O BVA sofreu intervenção do BC mas ainda não foi (e quem sabe nem será) liquidado, logo entendo pela resposta do consultor (que tomara que não tenha se enganado na palavra liquidação/intervenção) que os rendimentos estão correndo até a liquidação propriamente dita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo,

      Também entendo dessa forma. Vamos ver na prática quando eu reaver meu $.

      Abraços,

      VR.

      Excluir
  66. Complementando, o valor daquelas aplicações que já venceram estão indo diretamente para a conta corrente de cada investidor (vejo isso pelo internet banking do BVA), logo estes valores não sofrerão mais correções.

    ResponderExcluir
  67. http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/economia/caoa-e-o-bva-negociacoes-avancam/

    "segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

    10:56 \ Economia
    Negociações avançam


    BVA: abacaxi para ser descascado
    Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o Caoa, está avançando na possibilidade de ficar com o BVA, hoje sob intervenção do BC.

    Na sexta-feira, ele concordou em injetar mais 1 bilhão de reais em dinheiro e dar garantias para um eventual aumento de capital adicional de mais 1 bilhão de reais, o que seria suficiente para cobrir o maior rombo possível do banco (estimado em 2,5 bilhões de reais, no máximo.)

    Na operação em negociação, Caoa também capitalizaria os seus créditos no banco, algo perto de 700 milhões de reais.

    Por Lauro Jardim"

    ResponderExcluir
  68. http://www.valor.com.br/politica/2961070/sombra-do-pmdb-quer-agora-ser-luz

    Sombra do PMDB quer agora ser luz

    Por Raymundo Costa

    "(...) De qualquer forma, parece ter se cristalizado neste governo - como já ocorrera em governos anteriores - a ideia, cínica, de que por mais alta que seja a fatura do varejo congressista, ela em geral é bem menor que outros rombos que de vez em quando caem no colo do governo, tipo as quebras dos bancos PanAmericano e BVA, só para ficar em dois exemplos (...)"

    ResponderExcluir
  69. Agora é o Meirelles que vai comprar... será ?

    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/economia/henrique-meirelles-de-olho-no-bva/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Surgiu um novo concorrente de peso para tentar ficar com o minúsculo BVA, sob intervenção do BC há três meses: a holding J&F. Hoje, Joesley Batista e Henrique Meirelles estiveram na sede do BVA para uma reunião com os interventores do Banco Central e com a turma do Fundo Garantidor de Créditos.

      Meirelles, que hoje atua como presidente consultivo do conselho da J&F, tem como uma de suas atribuições achar um modelo de crescimento para o Original, o banco da holding.

      Para o abacaxi do BVA ser de fato descascado e o banco poder ser vendido – seja para Batista, seja para Carlos Alberto Oliveira Andrade, Caoa – o que importa é: os credores têm que concordar em alongar os prazos para o pagamento das dívidas. Sem isso, não há solução.

      Por Lauro Jardim"

      Excluir
  70. Postei o seguinte comentário lá no site desta noticia:
    O que não pode acontecer são os investidores "sardinhas" com valores abaixo da garantia ordinária de R$ 70.000,00 estarem aguardando, na maioria dos casos, com seu dinheiro parado (devido aos vencimentos das aplicações já ocorridos) e o FGC não resolve esta questão. Os DPGE's com valor de até 20 milhões já foram pagos na primeira semana de intervenção e os demais estão aguardando o pagamento, já transcorreram quase 90 dias (3 meses) da intervenção. Ou seja, o FGC deve pagar estes investidores garantidos e depois resolverem a questão da venda do banco. Outra coisa: no Cruzeiro do Sul a situação foi resolvida em 60 dias e lá tinha fraude !! É a minha opinião !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho a percepção de que o FGC não vai pagar nada. Vão vender o BVA e quem tinha uma LCI de 6 meses vai esperar 6 anos para resgatar. Se a taxa for boa, pode ser bom negócio.

      Excluir
    2. Se sua aplicação já venceu, aí sim você vai poder retirar quando o BVA for ressucitado.

      Excluir
    3. Aprendiz,
      Não entendi a parte que tu diz que quem tinha uma LCI de 6 meses vai esperar 6 anos para resgatar ?? Poderia me elucidar isso.
      Porque do que eu entendi da matéria é o seguinte: aqueles investidores que tem mais de R$ 70.000,00 aplicados, ou seja, credores com valores acima deste patamar podem ser chamados para alongar o prazo de resgaste, etc, mas quem tá no limite eu acredito sim que irá acontecer a restituição pelo FGC até porque já restituíram os DPGE's. Mas admito que no momento são apenas "achômetros".

      Excluir
    4. Eu também respondi no achômetro. Acho que o FGC já está entupido de crédito contra o BVA, já é credor até a alma, e não vai liberar mais nada. Quem tiver mil reais vai ter que esperar também. Eu acho.

      Os seis anos foram brincadeira, mas isso pode se tornar realidade.

      Excluir
  71. Para quem ainda não entendeu, o Meirelles está representando o antigo banco JBS (que hoje se chama ORIGINAL).

    É uma surpresa muito grande, pois o JBS é um banco sólido.

    É melhor ver o BVA nas mãos de um banco BOM que nas mãos do CAOA, que vai remontar o banco BVA do zero.

    Já que as dívidas vão ser alongadas, é melhor pra nós que seja comprado pelo JBS. O CAOA pode falir a birosca de novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo... não me simpatizo NADA com o CAOA... os negócios dele são bem nebulosos... []'s

      Excluir
  72. http://www.orm.com.br/projetos/oliberal/interna/default.asp?modulo=250&codigo=625620


    Ipamb pretende recuperar investimentos bloqueados


    "(...) Outros 242 institutos de previdência espalhados pelo Brasil têm dinheiro aplicado no BVA, segundo ele (...)"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um maluco querendo furar a fila? Em que mundo ele vive²

      Excluir
    2. Que pode tenta ne...

      Excluir
  73. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  74. "o que importa é: os credores têm que concordar em alongar os prazos para o pagamento das dívidas. Sem isso, não há solução."

    Isso procede?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Marcio, esse foi a proposta do FGC para com os credores do Cruzeiro do Sul. Mas volto a frisar que será apenas para os valores superiores a R$ 70.000,00 pois os valores abaixo deste limite estão (ou deveriam estar !!) cobertos pela garantia do FGC.

      Excluir
    2. Se eu tivesse 70 mil ou menos no BVA, tu acha que eu estaria aqui preocupado e de mimimimmi?

      Excluir
    3. Calma... Quem tiver um centavo ou um milhão vai receber o prolongamento até o fundo da alma. Estamos todos fodidos, a espera de caridade. Eu acho.

      Excluir
  75. Desde que seja com juros e correção, pra mim tá tranquilo.

    ResponderExcluir
  76. Segundo matéria do Valor, o interesse do ORIGINAL no BVA é comprar o escritório, só isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a notícia do blog da VEJA veio deste site aqui. Ou vice-versa. Confuso.

      http://online.wsj.com/article/BT-CO-20130110-707637.html

      "Brazil's J&F May Buy Assets of Troubled BVA Bank -Source"

      Excluir
    2. "By Luciana Magalhaes

      SAO PAULO--Brazilian agricultural and industrial conglomerate J&F Participacoes SA is considering the possibility of buying some of the assets of troubled local bank BVA, which was taken over by the Brazilian central bank in October, according to a person familiar with the matter.

      J&F Chairman Henrique Meirelles and Chief Executive Officer Joesley Batista met this week with the managers who are overseeing BVA's intervention, the same person added. J&F is still evaluating the deal and no offer has been made, the person added.

      Contacted by Dow Jones, J&F declined to comment for this article. Eduardo Felix Bianchini, appointed to run the bank during the intervention, wasn't immediately available to comment.

      J&F is the second Brazilian group interested in buying some, or all, of BVA. Brazilian car importer CAOA delivered an offer to buy BVA late last year. But CAOA wants to buy the entire bank, while J&F is only looking at certain specific aspects, according to people familiar with the matter.

      J&F already owns local bank Banco Original with BRL4.12 billion ($2 billion) in total assets and a loan portfolio of BRL944 million.

      J&F, controlled by Brazil's Batista family, also owns a number of other businesses, including the world's largest beef processing firm, JBS SA (JBSAY, JBSS3.BR), as well as cleaning and personal-hygiene products manufacturer Flora Produtos de Higiene e Limpeza, pulp and paper maker Eldorado Celulose e Papel and dairy firm Vigor.

      The group's ambition is to become a publicly-traded holding company for investments, in the mold of U.S.-based Berkshire Hathaway, controlled by billionaire Warren Buffett.

      BVA, which represents just 0.2% of total Brazilian financial-system assets, was taken over by the central bank in October due to concerns about its financial position and inability to comply with regulations.

      CAOA, which imports cars made by Hyundai Corp. (011760.SE) and Subaru Co. (9778.JA), has systematically declined to comment on the subject of BVA. CAOA is both a client and a shareholder of BVA with more than BRL500 million in deposits.

      Brazil's Deposit Guarantee Fund, or FGC, is close to finalizing its review of BVA's books. Losses are likely to be between BRL1 billion and BRL2 billion, according to a person familiar with the matter.

      The FGC also declined to comment."

      Excluir
  77. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  78. Mais rolo meu Deus. Acho que vamos acabar tendo que esperar até meados de fevereiro quando vence os 60 dias de prorrogação da auditoria do BC para uma definição do FGC.

    http://revistaepoca.globo.com/Brasil/noticia/2013/01/um-pires-de-r-46-milhoes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, este cara era um dos executivos do BVA que receberam bônus "por fora". Essa notícia já tinha aparecido em dezembro. Só isso. Esta notícia não é tão ruim pro BVA, mas é ruim pra ele (a reportagem insinua que o cara não é bom administrador).

      Portanto, este assunto não é bom nem ruim para nós.

      Semana passada, os repórteres de fuxico disseram que o BVA tentou levar vantagem sobre a LBV. Outra mentira. O BVA cedeu o crédito a terceiros, mas era o agente de cobrança, e com o vencimento diversos credores se apresentaram. A LBV foi pagar na Justiça. Nada demais. Exceto para JORNALECOS sempre em busca de sangue.

      Excluir
  79. Começou a liquidação... só hoje, só hoje, freguesia !

    http://www.contec.org.br/contec-online/183-janeiro-2013/7912-inf13061-fundo-com-ativos-do-bva-sera-liquidado

    Vitória era o que mais tinha CDBs do banco, que somavam em setembro R$ 22,51 milhões, e representavam 8,5% do patrimônio líquido do fundo, de R$ 264,8 milhões


    O Fundo Garantidor de Créditos (FGC) vai pagar R$ 70 mil ao fundo Vitória, referente ao limite de cobertura das aplicações nessa modalidade.

    Aeeee... !!! Paga nóis !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora está explicado porque estão querendo comprar "só" os ativos... É a xepa, freguesia, paga 22 milhões e leve apenas um sabugo !

      Excluir
  80. BR Partners terminou seu trabalho !!!

    http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/auditoria-termina-e-bva-pode-receber-propostas

    Vamos ver agora... será que até sexta fecham esta carroça ??

    []'s

    ResponderExcluir
  81. http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,auditoria-termina-e-bva-pode-receber-propostas-,984375,0.htm

    Auditoria termina e BVA pode receber propostas

    Análise dos números do banco indica passivo a descoberto em torno de R$ 1,5 bilhão; pelo menos três instituições teriam interesse, entre elas o Grupo Caoa

    15 de janeiro de 2013 | 2h 05

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O trabalho de avaliação do banco BVA, que está sob intervenção do Banco Central (BC) desde 20 de outubro, terminou. A auditoria liderada pelo banco de investimentos BR Partners concluiu que o passivo a descoberto da instituição é de cerca de R$ 1,5 bilhão, conforme o 'Estado' informou em dezembro. Com isso, o caminho está aberto para que eventuais interessados no BVA façam propostas de compra.

      Segundo fontes que acompanham o caso, ainda há possibilidade de o banco não ser liquidado. Se a hipótese se confirmar, será a primeira vez na história do sistema financeiro brasileiro que um banco privado sai de um regime de intervenção do BC. Nas outras ocasiões em que isso aconteceu, as instituições envolvidas eram públicas.

      O término da análise da situação do BVA era condição-chave para uma eventual venda do banco. Agora, com os números em mãos, os interessados poderão calcular o preço que estão dispostos a pagar. Uma pessoa a par do assunto explicou que o valor apurado pelos auditores e advogados é passível de diferentes interpretações. O BVA tem, por exemplo, um crédito tributário de R$ 200 milhões, que pode ou não ser ativado.

      Se houver propostas firmes pelo BVA, a realização do negócio dependerá dos controladores (José Augusto Ferreira dos Santos e Ivo Lodo) e do Banco Central. Além disso, o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) terá papel importante porque é o maior credor do banco, com cerca de R$ 1,5 bilhão.

      O Estado apurou que, até agora, pelo menos três instituições teriam demonstrado interesse. O mais firme é Carlos Alberto de Oliveira Andrade, controlador do Grupo Caoa, que teria cerca de R$ 600 milhões retidos no BVA. A assessoria de Andrade confirma que o grupo está mesmo em negociações.

      Ele já teria até feito uma proposta, mas antes de a avaliação do banco terminar. É provável que Andrade tenha de refazer a oferta, caso permaneça interessado após a apuração dos números pelo BR Partners.

      O Blackstone, um dos maiores fundos de private equity (participação em empresas) do mundo, também teria interesse. Procurado, o Blackstone informou, por meio da assessoria de imprensa, que não comentaria "rumores de mercado".

      O banco Brasil Plural, formado por ex-sócios do BTG Pactual, é outra instituição que teria olhado o BVA. Também por meio da assessoria de imprensa, o banco disse que não comentaria o assunto.

      Outro possível interessado seria o Banco Original, do grupo JBS. Na semana passada, o presidente do conselho de administração da J&F (holding de empresas que controla o JBS), Henrique Meirelles, esteve na sede do BVA em São Paulo - o interventor nomeado pelo BC, Eduardo Bianchini, trabalha no mesmo local físico onde o BVA sempre funcionou.

      O Estado apurou, no entanto, que o JBS não está interessado, a princípio, no próprio BVA, mas sim em ativos pertencentes ao banco - em especial o escritório onde o BVA passaria a funcionar, em um dos edifícios de negócios mais modernos de São Paulo."

      Excluir
  82. Reportagem do Valor (só uma frase, o resto é coisa de jornalista):

    Quem é o empresário que cobiça o banco BVA


    "(...)As discussões para adquirir o BVA devem ser concluídas até o fim do mês, segundo informa a assessoria do grupo Caoa (...)"

    ResponderExcluir
  83. http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/aquisicoes-fusoes/noticias/fontes-dizem-que-comprador-do-bva-precisa-de-r-1-9-bi-2

    ResponderExcluir
  84. E chegamos a 90 dias da data de intervenção e .... nada ainda !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que tanta pressa? Por causa de umas migalhas de rendimento?

      Excluir
    2. Migalha é de uma subjetividade sem tamanho ! O que pode ser para ti pode não ser para a minha pessoa e vice-versa. E independente de ser migalha ou não meu camarada, o que me interessa no momento é o principal. Ou melhor, o recebimento do principal e que acredito que seja o que também te interessa. E antes de mais nada, independente do valor investido (o qual você não sabe em relação a minha pessoa e família) estamos, a principio, no mesmo barco !!

      Excluir
    3. Invariavelmente, os que tem mostrado pressa até agora são os que tem, no máximo, a merreca de "70 mil" investidos, e portanto torcem pela liquidação do banco, desconsiderando totalmente os colegas aqui, como eu, que tem muito mais do que isso investidos!!

      Excluir
    4. Acredito, realmente, que isto que colocaste tem um fundo de verdade. Eu, particularmente, gostaria que o banco fosse vendido ao invés de liquidado, por inúmeras razões. Mas também gostaria de ver o meu principal na minha mão, de volta para mim, por isso a minha "ansiedade" na resolução desta questão.

      Excluir
    5. Márcio, merreca continua sendo relativo; não "desconsideramos totalmente" colegas como vcs, mas jogamos dentro das conhecidas regras do jogo: máximo de 70k, e habitualmente FGC até 2 meses.
      Quem "apostou" mais do que 70k sinceramente não merece minha piedade; com certeza sabia os riscos que estava tomando aplicando em um banco menor, e os assumiu de plena consciência, agora arque com as consequências.

      Excluir
  85. http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/1/18/caoa-diz-que-nao-comprara-bva-a-qualquer-preco/?searchterm=bva

    ou seja... podemos esperar no mínimo ate fevereiro... []'s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/2662320/banco-bva-pode-ser-comprado-por-tres-empresas-inclusive-grupo

      Banco BVA, pode ser comprado por três empresas, inclusive Grupo Caoa

      Os outros interessados seriam a Blackwood, empresa fundada por ex-executivos do Credit Suisse que investe em crédito inadimplente, e o Banco Plural

      Por Felipe Moreno |20h36 | 18-01-2013

      Excluir
    2. SÃO PAULO - O Banco BVA pode ser comprado por três empresas diferentes, inclusive o grupo Caoa, afirmou a Bloomberg nesta sexta-feira (18). O banco sofre intervenção por parte do Banco Central desde outubro de 2012, após serem encontradas diversas irregularidades.
      Os outros interessados seriam a Blackwood, empresa fundada por ex-executivos do Credit Suisse que investe em crédito inadimplente, e o Banco Plural. Por enquanto as negociações são preliminares e podem não resultar em acordo., de acordo com a fonte da Bloomblerg. De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da revista Veja, o Caoa é o primeiro interessado e possui mais de R$ 700 milhões na instituição.

      Excluir
  86. http://blogs.estadao.com.br/sonia-racy/ele-adalberto/

    Ele, Adalberto
    18.janeiro.2013 | 1:09

    Adalberto Salgado Júnior, empresário de Juiz de Fora, tem para receber R$ 100 milhões em CDBs emitidos pelo BVA (sob intervenção do BC) à absurda taxa de juros de… 35% ao ano. Sem somar outros papéis em nome de sua mulher e seu advogado – fazendo o crédito com o banco mais que triplicar.

    Trata-se do mesmo Adalberto que briga na Justiça com André Esteves para receber R$ 400 milhões em CDBs do Banco Panamericano – pré-fixados a juros um pouco mais modestos, de 25% anuais.

    Para se ter uma ideia, hoje, o mercado financeiro paga algo como 8% ao ano.

    Ele, Adalberto 2

    Se um dos três candidatos atuais conseguir comprar o BVA – evitando, assim, a falência do banco –, levará Salgado Junior de “brinde”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho, as taxas que o BVA me concedia eram bem menores do que isso.

      Excluir
    2. Como sempre <rentabilidade/ganância = <risco

      Excluir
  87. http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/aquisicoes-fusoes/noticias/blackwood-caoa-e-plural-negociam-compra-do-bva-diz-fonte?page=1

    18/01/2013 22:58

    Blackwood, Caoa e Plural negociam compra do BVA, diz fonte
    Negociações para a compra do banco, especializado em empréstimos para companhias de médio porte, ainda são preliminares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A Blackwood, empresa que investe em crédito inadimplente, é uma das companhias que está negociando para adquirir o Banco BVA SA, que está sob intervenção do Banco Central desde outubro, segundo uma pessoa com conhecimento direto do assunto.

      As negociações são preliminares e podem não resultar em um negócio, segundo a pessoa, que pediu para não ser identificada porque as discussões são privadas. A Blackwood, com sede em São Paulo, foi fundada por ex-executivos do Credit Suisse Group Inc. como Bruno Szwarc and Rodrigo Azevedo.

      O Brasil Plural SA Banco Múltiplo também está conversando para comprar o BVA, disse a pessoa. A Hyundai Caoa do Brasil Ltda. é outra companhia que considera a aquisição, de acordo com a assessoria de imprensa da companhia.

      O BC disse em nota que interveio no BVA depois de encontrar “comprometimento da sua situação econômico-financeira e do descumprimento de normas que disciplinam a atividade da instituição”.

      O Fundo Garantidor de Créditos pagou R$ 1,2 bilhão aos investidores no BVA desde outubro. O FGC tenta agora recuperar seu dinheiro vendendo a instituição. Ele contratou a BR Partners, fundada por ex-executivos do Goldman Sachs Group Inc., para assessorar a venda.

      O BVA precisa de uma reestruturação de sua dívida de cerca de R$ 5 bilhões para tornar a aquisição viável, segundo disse a pessoa. O banco tem US$ 45 milhões em títulos da dívida externa.

      Gestores do BVA

      Eduardo Felix Bianchini, nomeado pelo Banco Central como gestor do BVA, não quis comentar sobre a aquisição em uma entrevista por telefone. A Plural, a BR Partners, o FGC e o Blackwood também não quiseram comentar.

      O BVA, especializado em empréstimos para companhias de médio porte, foi o sétimo banco no Brasil a sofrer intervenção ou socorro desde 2010. O banco representa 0,17 por cento dos ativos e 0,24 por cento dos depósitos no sistema financeiro brasileiro, segundo o Banco Central."

      Excluir
  88. Ao sr. Marcio Muccillo;
    meu amigo, é muita arrogancia ficar utilizando palavras pejorativas como "merreca de 70 mil", "migalhas de rentabilidade".
    Responda às perguntas abaixo:
    1.alguém te obrigou a aplicar o dinheiro/colocou uma arma na sua cabeça
    2.vc não sabia q o bva tem mais risco q BB, caixa, tesouro direto
    3.vc nunca ouviu falar de fgc e nem sabia do limite de 70k
    Se a resposta para as perguntas for "não", então aplicou de sã consciência.
    Então não venha posar de "mais sofrido" para os colegas do blog que tem maior inteligência/gestão de risco (inclusive o dono deste blog) que vc!
    Mantenha o nível da conversa para podermos contribuir de forma positiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou responder a um "anônimo", que não tem a coragem de colocar o nome aqui!!!

      Excluir
    2. Não é necessária uma resposta pq não te fiz uma pergunta; apenas te disse pra ser mais educado com as outras pessoas deste blog.

      O fato de ter possivelmente perdido mais dinheiro do que os outros não te dá o direito de ser arrogante, até pq vc deveria assumir que foi ganancioso e de sã consciência assumiu mais riscos, o q não te dá o direito de ficar posando de "vítima mais sofrida" do que qq um aqui.

      Mas como sou um cara legal, vou te dar uma dica de Warren Buffet:
      1.não perca dinheiro
      2.não esqueça a regra #1

      Excluir
    3. Antes de vir aqui professorar as "leis de Buffet", deveria primeiro colocar em prática a CF: "é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato".

      Excluir
    4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    5. OMG esse Marcio é um babaca!
      amigo, na internet todos são anonimos, incluindo vc! Não é pq colocou um nominho aí que significa muita coisa.

      Outro detalhe, há anonimos bem participativos e que contribuem demais com as discussões.

      vc se acha o máximo por não ter 'merreca' investida no BVA e sim uma grande fortuna, continuamos a te considerar alguem que não entende muito pois não se utilizou do FGC para proteger seus investimentos.

      Excluir