quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Rotina

A vida moderna é caracterizada pela rotina. Em qualquer lugar, notamos pessoas vivendo de forma repetitiva e previsível. De uma forma meio esquizofrênica, as pessoas aceitam que uma vida com sentido é acordar, tomar café, pegar trânsito, trabalhar, almoçar, trabalhar, pegar trânsito, assistir tv, dormir, ad infinitum. Final de semana é dia de assistir futebol, beber e quem sabe trair a mulher, tudo seguindo a V.A.S (Vida Aprovada pela Sociedade).

A impressão que tenho é que a maioria das pessoas sequer reflete sobre a vida que levam. Elas vivem de tal modo mecanicamente e habitualmente que nem se dão ao trabalho de realizar o primeiro passo. Mais do que isso, ficam aterrorizadas com a perspectiva de terem enormes fatias de tempo sem que alguém determine por ela como a vida deve ser vivida.

Para essas pessoas, a aposentadoria é não apenas um conceito alienígena, mas também algo que inspira medo, afinal de contas O QUE EU VOU FAZER O DIA TODO?




Aposentadoria antecipada imaginada pelo cidadão padrão

Eu nunca entendi direito aquela famosa pergunta: "Nossa, você não vai ficar entediado aposentado? O que você vai fazer o dia todo?" É o equivalente a falar "A vida é definida pelo trabalho, e meus interesses são tão equivalentes ao nada que sem o trabalho não sei como viver."

Lendo isso parece ser algo exagerado, mas é a mais pura realidade. Parem um pouco e reflitam que todos nós estamos rodeados de pessoas que estão completamente perdidas com relação ao que querem da vida, piores que um asno que não enxerga um palmo a sua frente, pois não enxergam nem a si próprios! Nesse sentido, a rotina na vida dessas pessoas é um tipo de espinha dorsal que sustenta a existência vazia deles.

Vemos, portanto, que a rotina (hábito) é uma força extremamente poderosa, já que por razões biológicas/evolutivas nós somos extremamente susceptíveis a hábitos (quem quiser entender mais sobre hábitos, recomendo o livro "O poder do hábito" de Charles Duhigg, é um livro que poderia ser resumido em 5-10 páginas mas ainda assim vale a pena!). O que proponho, no entanto, é utilizar o hábito não como um mecanismo pra preencher uma vida sem sentido, mas sim para automatizar e facilitar a obtenção daquilo definido no primeiro passo. É uma ferramenta, portanto, do segundo passo.

Vamos sair da teoria e falar em termos práticos. Eu percebi que sou uma pessoa que quero me sentir bem com meu corpo. Sinto-me bem com um corpo legal (tem pessoas que desejam ficar super fortes, 45cm de braço, etc. Não é o meu caso), sem aquela pança nojenta. Isso sem dúvida envolve sacríficos, quais sejam: uma vida inteira praticando exercícios físicos e tendo algum cuidado com a alimentação. 


Esse sacrifício vale a pena? Essa pergunta é de extrema importância, pois é igualmente aceitável a pessoa decidir que não, que prefere ter uma barriga de catupiry e poder ter uma alimentação muito mais prazerosa, não ter o esforço dos exercícios, etc. O trade-off aqui é muito real e, repito, é algo de muita importância e que a pessoa precisa parar pra pensar e definir se isso vale a pena, pois aqui temos outra armadilha: a pessoa que decide alcançar um objetivo (corpo, concurso, dinheiro, etc.) mas não avalia corretamente os esforços necessários pra se alcançar isso. O resultado que cansamos de ver (comigo inclusive, confesso) é a pessoa começar a academia e depois de um tempo largar, ou começar a economizar dinheiro e depois estourar numa viagem, ou começar a estudar e depois não aguentar. Tenho certeza que praticamente todos dos meus leitores já passaram por algo do tipo.




Estilo válido de vida?
É aí que entra o hábito, a rotina. Com ela podemos tornar menos dolorosos os sacrifícios, fazendo o trade-off mais favorável para nós. Para muitas pessoas, separar dinheiro para investir é um sacrifício, algo penoso a ser feito todo mês. Para mim, que invisto há 10 anos é algo que eu nem penso, faço habitualmente e hoje, 10 anos depois, vejo que tudo valeu a pena e o esforço não pareceu ser tão grande assim.

Estou tentando tornar habitual, portanto, o sacrifício para se obter um corpo melhor. Estou indo todos os dias à academia, mesmo que não vá malhar (reforço do hábito), sempre no mesmo horário ("deixa" do livro de Duhigg), sendo que logo após eu procuro fazer algo bastante relaxante e prazeroso (recompensa), além de fazer medições e pesagens como reforço positivo pelo esforço de alimentação feito. Estou fazendo isso há apenas 15 dias, portanto o hábito ainda não está consolidado, mas hoje já é menos difícil e já tenho resultados, ainda que sejam meros números em uma planilha.

Apesar de possuir outros objetivos, estou fazendo as coisas 1 hábito de cada vez. Se eu terminar o ano com o hábito consolidado de ir à academia já considerarei um ano vitorioso. Essa é a única meta que faço questão de obter esse ano. E você, tem criado rotinas para obtenção dos seus desejos/objetivos?

72 comentários:

  1. Excelente texto novamente.
    Cara, poderia fazer um post abordando o trade-off de ser casado/solteiro? Também sobre traição/paz de "espírito"?

    Grato
    Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe em breve, Eduardo. Obrigado!

      Excluir
    2. Eduardo,já pensou que pode valer a pena não descontinuar tanto a mente nessa dicotomia? Em vez de "traição ou paz de espírito", já pensaste em um relacionamento mais aberto (mas, nesse caso, provavelmente terias que aceitar da parte da outra pessoa)? Também é possível (muito raro, mas existe) encontrar alguém que tenha uma filosofia de vida mais tradicional, no sentido de aceitar que " homem é mais safado". Enfim, o que quero dizer é se já pensaste em opções além dessas que dissestes Abcos.

      Excluir
  2. Obrigada por esse texto! Fiquei apenas 6 meses sem trabalhar e sem estudar, e surpreendentemente foi uma experiência muito difícil no início. Dps pude viver experiências enriquecedoras que não passavam pela rotina de escritório. Em atividades vc se engajou fora investimento e academia para dar sentido a seu tempo livre?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero especificar minha pergunta: como vc organizará sua vida em torno dos seus interesses qd estiver aposentado e jovem? Criará uma rotina de dedicação aos seus temas como se fosse um expediente de trabalho, com horários, metas, etc.? No meu caso, nesses meses a que me referi, passei a ter um dia a dia indisciplinado e menos saudável: acordava tarde, adiava tarefas, tinha dificuldade em fazer coisas simplesmente porque elas eram sempre opcionais, e adquiri uma aversão maior a tudo o que fosse chato porém necessário.

      Excluir
    2. Isso é resposta pra um post, Clara, mas provavelmente uma rotina de academia e estudos. A maior parte do tempo, no entanto, será mesmo pra atividades prazerosas (assim espero!).

      Excluir
  3. VR, faz quase dois anos eu estava com 13 kg acima do ideal, so trabalhava e estudava e comecei a ficar com depressao, me via no espelho e odiava a imagem que eu tinha me transformado. Me matriculei na academia e em 2 meses eliminei 20 kg, isso so foi possivel pq criei uma ROTINA de 5 vezes por semana ir pra academia e malhava 2 horas, uma hora de musculacao e uma hora de esteira. Eu passava em casa, trocava de roupa e ia pra academia, nem comia nada antes pra nao dar chance pra preguica. Como os resultados foram aparecendo rapido, comecei a rejeitar a comilanca, se nao eu estaria fazendo papel de tolo perdendo tempo na academia pra repor tudo com comida em casa. Assim sem muito sacrificio passei a comer so o necessario, um prato apenas de cada refeicao. Os resultados me motivaram e passei a fazer natacao e a pedalar. Minhas calcas que antes eram numero 48 agora sao numero 40. Entao tive um baita gasto pra comprar roupas de nova numeracao, mas o objetivo agora eh manter esse peso o que nao eh nada dificil. Sucesso nos treinos, voce vai conseguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo que me ajudou na monotonia do exercicio de esteira foi baixar podcasts e escuta-los durante a caminhada...faz diferenca pra melhor, pq usa o tempo pra exercitar e colocar ideiais novas na cachola

      Excluir
    2. Pois é Anon, eu nem estou acima do peso pra falar a verdade, meu IMC é 23, mas quero tirar um resto de pneu que tenho e ganhar massa depois. Parabéns pelos resultados! Não ficou com excesso de pele não?

      Eu também estou ouvindo podcasts! Acho muito mais interessante que músicas, meu preferido até então é o fronteiras da ciência da UFRGS.

      Excluir
    3. Nada de pelanca, tbm não fiquei musculoso, só deu uma aparencia saudavel e melhorou a disposição, respiração, etc. Calculei meu IMC: 22,87

      Excluir
  4. Excelente artigo!
    Também uso a rotina para realizar "pequenos sacrifícios" sem tanta força.
    Todos perguntam se faço regime, não! Tenho uma rotina de alimentação saudável (principalmente durante a semana) e de exercícios físicos.
    Dieta é uma coisa por um período, a hora que acaba a dieta a pessoa volta ao estilo anterior. Na minha visão, não funciona.

    ResponderExcluir
  5. Olá, VR! Fico feliz que tenha começado a abordar mais temas no seu blog.
    Verá que é uma ótima catarse:)
    Quando se estrutura uma sociedade para que o valor quase único e maior seja o dinheiro, e por consequência a forma de obtê-lo (pelo trabalho), é mais do que natural que as pessoas não consigam encontrar sentido e vida fora das suas rotinas de trabalho. Num primeiro momento, eu não conseguia entender. "Há tanta vida, tanto conhecimento, tantas causas, como alguém pode achar que sua vida é limitada ao trabalho atual", era o que pensava. Hoje, creio que consigo entender mais. Se incentivássemos mais o amor, o conhecimento, etc, tenho certeza que as pessoas veriam muito mais sentido numa miríade de outras atividades.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O trabalho não precisa ser um fardo. Por que há pessoas muito ricas que nunca param de trabalhar? Também desejo ser livre financeiramente, mas não me vejo parando de trabalhar. Me sinto útil. Vou ficar o dia todo lendo livros, ir pra academia, viajando? Passar muito tempo com a família? Não aguentaria ficar nisso por 1, 2 anos. Parecem ser coisas boas quando temos pouco tempo pra isso, mas na verdade não são quando temos tempo em demasia. O segredo é o autoconhecimento e o equilíbrio. Acredito que são valores que vocês também possuem. Abraços!

      Excluir
    2. Soul: Concordo plenamente, sem tirar nem por.

      Anon: Aí varia de cada um. Até hoje não encontrei nenhuma atividade que iria querer fazer voluntariamente 8 horas seguidas. Você se sente útil, eu sinto como tempo perdido que nunca mais poderei recuperar. Nenhum dos dois está errado. As pessoas são diferentes.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  6. Olá VDR!

    Primeiramente, é um prazer ter a oportunidade de voltar a ler os seus textos, mesmo sendo assuntos não diretamete ligados à economia.

    Posso dizer, que criei meu blog, há cerca de uns 5 meses atrás, baseado em seu site (até o nome é parecido), pois li uma de suas respostas, dizendo que havia vários blogs iguais e que não passavam um conteúdo.

    Acredito que estou criando valor no blog das finanças, passando uma mensagem diferenciada, já tenho até bastante acesso, muitos comentários, e o principal que são os amigos que fazemos, mesmo virtualmente, que nos auxiliam neste árduo caminho referente à IF.

    Seu post sobre TD ... Sua mudança ... Leio ele pelo menos 1 vez por semana, pois é exatamente o que penso em fazer: Chegará uma hora que venderei meu patrimônio, mantendo apenas o da construção, e ter minha renda fixa, mas ...

    Aí entra o comentário sobre o seu texto: Eu não sei, sinceramente falando VDR, o que eu vou fazer após não ter que trabalhar? Lógico, continuarei investindo nas construções, mas não precisarei estar lá em horário comercial, somente algumas vezes. Isto é algo que me pego pensando, pois também fui ensinado que todos nós devemos trabalhar até aposentar ...

    Poupar para mim é um hábito, aprendi desde novo, então economizar no mínimo 70% do salário e demais rendas é algo que faço naturalmente, vivo simples.

    Sobre os exercícios: Eu penso exatamente igual! Criar hábitos.

    Meu exemplo: Comecei a engordar, após me casar, setembro do ano passado, devido a viagem e uma vida de mais guloseimas. Defini uma meta baseado em KM, e não em tempo de exercícios. Explico:

    Os primeiros dias que saí para exercitar, comecei caminhando, sem definir um tempo, apenas para começar a criar o hábito de ir caminhar após o trabalho.

    Após, comecei a fazer leves corridas, e quando eu cansava, voltava a caminhar.

    Aí comecei a definir metas de KM: 3KM, 4 KM ... Hoje já faço 6 KM correndo tranquilamente, num ritmo leve.

    Criei um hábito, tanto que eu sinto falta, nos dias que fiquei gripado ou machucado (voltei a jogar futebol também), era ruim querer ir correr e não poder.

    Ps.: Talvez meu blog seja igual aos demais ou não seja interessante, mas, eu tenho seu blog adicionado no meu blogroll e seria uma honra estar adicionado no seu! Dê uma passada e confira meus posts, acredito que você irá gostar, e, quem sabe, dar mais dicas p/ balizar meu plano de IF!

    Abraço

    VDC – viverdeconstrucao.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC,

      Bacana, seu blog traz informações novas, é uma boa adição. Não foi você quem teve uma rixa com o pobretão?

      Anon excluído: obrigado pela correção!

      Excluir
    2. Olá VR!

      Obrigado! Seu blog já esta adicionado no meu desde o início, e seria muito bom ser adicionado ao seu, dado ao público que vejo nas respostas aos seus posts, agregaria bastante as discussões no meu blog, com os já conhecidos blogueiros de finanças.

      Sobre esta discussão citada, não sei ao certo se foi de fato comigo (são tantas discussões que lá ocorrem), mas comentei algo no blog dele, e recebi uma mensagem um pouco “não muito educada”, digamos assim, por eu ser casado (como citei, casei em setembro do ano passado, com separação total de bens, devido ao risco de meus investimentos), aí tive que responder algumas verdades.

      De qualquer forma, conheci o mundo dos blogs de finanças, por acaso na internet, através de um post do blog do Pobretão, então de alguma coisa me serviu, mesmo que eu não concorde com muitas coisas que ele prega, mas pelo menos ele teve a humildade de admitir os erros e fugir do “all in” em ELPL4 (empresa com fundamentos ruins), e com certeza ele é leitor do meu blog, afinal, pra me responder com tanta propriedade, ele já leu meus posts (eu nem cito que sou casado, acho que mencionei apenas uma vez isto, pois não é o foco do meu blog).

      Fato é, eu estou aumentando gradativamente o patrimônio, mas não tenho um plano certo, tanto do montante necessário para a aposentadoria precoce, e nem quanto resgatarei mensalmente do portfólio para viver, e penso que eu precisaria ajustar isto em detalhes. E seu blog me serve sempre como parâmetro nestas estratégias e cálculos.

      Abraço

      VDC – Viver de Construção

      Excluir
    3. O Pobreta só pensa em mulher. Tudo para ele é mulher. O mundo para ele se baseia em alfa, beta e mulher. If para ter mulher, chora que não ganho carro do pai e por isso não teve mulher. Adora falar mal de mulher e dos homens que tem mulher.

      Excluir
  7. Excelente post!

    tenho muitas coisas que quero fazer também, mas não consigo, apesar de saber claramente que eu não me esforço o suficiente para alcançar a realização de tal coisa.

    Essa questão de hábitos é muito foda, durante muito tempo só gastei dinheiro e não ligava para investimentos, hoje consegui mudar isso e realmente virou um hábito pra mim, já não ligo mais, é sagrado, é normal, todo mês X por cento do salário vai pra investimentos...

    vlws!

    ResponderExcluir
  8. VDR,

    Texto muito interessante. Coincidência ou não eu também passei a fazer exercícios e emagreci após ler o poder do hábito. E olha que não li nem o livro inteiro (mais ou menos 1/3).

    Não que eu estivesse obeso, mas meu IMC estava em torno de 26 e agora está abaixo de 24, em menos de 6 meses.

    Eu já tinha praticado corrida e abandonado há alguns anos, mas há uns 6 meses, após ler sobre o poder do hábito, busquei formas de mudar os gatilhos. Uma delas foi criar o hábito de me exercitar pela manhã, algo inimaginável anteriormente. Então comecei a não assistir televisão a noite, dormir mais cedo e já dormir planejando a corrida do dia seguinte. Acordar cedo para correr começou a se tornar fácil.

    Mudei outros gatilhos também relacionados a alimentação, como por exemplo não pego mais arroz e feijão (que gosto muito) nos restaurantes por quilo que almoço todos os dias. Como arroz e feijão em outros locais e no final de semana, mas só o fato de não pegar no almoço por quilo já me força a pensar em coisas alternativas (e mais saudáveis como legumes).

    Sobre o trabalho, não tenho certeza como me adaptaria sem uma rotina (talvez a alternativa seja criar rotinas alternativas, como trabalho voluntário, exercícios, viagens, etc).

    Me recordo de um chefe falando com um funcionário que precisava fazer home office, pois não tinha escritório da empresa na cidade. Ele recomendou que ele não trabalhasse de pijama, mas que acordasse cedo, colocasse a roupa de trabalho, pegasse o carro e desse uma volta no quarteirão. Parece piada mas tem tudo a ver com os hábitos.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li este livro todo e gostei mt, mudou minha concepção sobre hábitos. O segredo de tudo está nos triggers, troque os triggers ruins pelos bons e sua vida mudará sem mt esforço. Eu não tenho problema de peso, tenho 1,75 e peso 73kg, mas de qq forma precisava voltar a fazer exercicios fisicos ja que fico na frente do computador de 6:30 até 18:30. Então criei um trigger bacana, fazer compras no sacolão sempre a pé, sem usar o automóvel. Desta forma saio de casa todo dia no final da tarde para fazer a feira do diária, levo uma sacolinha e trago as frutas e legumes que serão consumidas no dia seguinte. Assim faço minha caminhada diária, economizo combustivel, preservo o meio ambiente e ainda tenho horti-frut sempre fresquinho em casa.

      Excluir
    2. Uó praticando compras periódicas até com horti-fruti. Faz um bom preço médio, rs

      Excluir
    3. Esqueci de falar outra vantagem, pego todas as promoções da semana! haha

      Excluir
    4. Sério que você faz compras no mercado todo santo dia?

      Excluir
    5. De segunda a sexta, qd não chove, rs

      Excluir
  9. Impressionante essa questão do hábito, tudo muda quando a gente tem a auto-crítica de reconhecer os próprios problemas, criar e executar um plano para mudá-los.

    Acho academia um saco, já iniciei e parei várias vezes... fui conseguir manter uma rotina consistente depois de estudar um pouco sobre fisiologia do exercício e dieta. Claro que as pessoas sã diferentes, mas não faz sentido para um "average joe" ir pra academia e receber um treino de fisiculturista (trabalhar músculos isolados) por estagiários de educação física que não corrigem quando o aluno executa os movimentos de maneira errada (ah, e pagar bem caro por isso tb).

    No fim das contas, o resultado sempre aparece quando existe consistência na rotina de exercícios e dieta, por mais tosco ou minimalista que seja o treino. Musculação, funcional, crossfit, arte marcial, aplicativo de treino (freeletics, madbarz), calistenia, corrida, bike... qualquer coisa vai te deixar mais saudável, feliz e com um corpo bacana se a dieta estiver ok.

    Recomendo o livro Body By Science do Doug Mcuff sobre fisiologia do exercício e o site do Dr. Souto sobre dieta, ambos extremamente pautados no método científico e no alto nível de evidências.

    Ler e aprender sobre essas coisas são excelentes opções depois de se aposentar jovem!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Anon, já dei uma estudada sobre fisiologia do exercício e nutrição e pra variar tem MUITA merda escrita sobre esses temas, típico "broscience" igual a finanças. Temos que estudar sobre tudo, não dá pra confiar em praticamente nada.

      Excluir
    2. Para o average joe as "Rules of Thumb" são o canal: http://livingstingy.blogspot.com.br/2016/02/rules-of-thumb.html

      Não acho que ter um super treino e uma super dieta de jejum intermitente ou caralho a 4 seja necessário para a maioria das pessoas. Sou a favor de simplificar o máximo possível, então acho que se todos comessem com moderação e praticassem algum tipo de exercício comum como caminhada já estaria de bom tamanho pra ter uma saúde melhor.

      Excluir
  10. Fala VR!

    Puta texto, concordo com tudo, assino em baixo e coloco meu carimbo... Lembro do que eu disse aqui: http://coreyinvestidor.blogspot.com.br/2015/03/foda-se-motivacao-o-que-voce-precisa-e.html (se bem que não estou fazendo isso nesse momento, mas há motivos).

    Eu realmente não entendo com a esmagadora maioria das pessoas deixa a vida levar pelo o que vc chamou de VAS, eu procuro fazer justamente o contrário e isso tem dado muito certo na minha vida.

    Sobre o trabalho eu acho que é nem 8 nem 80. Trabalhar é saudável, viver em função dele é patológico.

    Grande abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que nem todo trabalho é saudável, "Your mileage may vary."

      Excluir
  11. Grande Viver de Renda, poderia me responder duas curiosidades?

    Qual seu patrimônio hoje e quanto ele está rendendo de forma líquida por mês, já descontados todos os impostos e inflação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu patrimônio hoje é R$2.650.000,00, fora bitcoin, reserva de emergência, empréstimos pessoais e imóveis. Isso me rende R$12.600,00 descontados IR, IPCA e tarifa da CBLC.

      Excluir
  12. Já li esse livro e realmente acho ele transformador. Até indiquei para o capitalista pobre. Outo que acho fantástico é Outliers- Fora de série do Malcolm Gladwell. Fala sobre sucesso. Já leu?
    Muito bom cara, como sempre um excelente post!

    ResponderExcluir
  13. Olá VDR, muito bom o post. Conheci seu blog recentemente, e me identifico bastante com você. Também busco minha independência financeira por volta dos 40 anos. Tenho atualmente 33. Investir pra mim é um hábito consolidado, e eu diria até mais do que consolidado, essencial mesmo. Faz todo o sentido pra mim guardar uma grande parte da minha renda. Sou servidor público, e tenho uma renda que me permite viver confortavelmente, e investir de forma sagrada no mínimo 5 mil reais por mês. Eu até poderia talvez estudar mais e tentar outro concurso com remuneração maior, mas não sei se vale o esforço, a essa altura. Mesmo porque, consigo atualmente ter uma vida muito satisfatória, pratico exercícios diariamente, leio muitos livros, etc. Quantos aos exercícios, tenho me dedicado bastante, assim como à alimentação saudável. Tenho visto bons resultados em ganho de massa muscular. Perda de gordura não é meu foco, pois sempre fui magro. Quanto a ler, sou meio que viciado em leitura, leio muito sobre finanças, investimentos e saúde. Uma dica que até gostaria de deixar, e que pra mim foi um diferencial enorme, foi adquirir um leitor kindle da amazon. Depois que comprei, tenho lido muito mais livros. Antes eu ficava em dúvida se iria gostar, mas hoje vejo que foi uma das melhores aquisições que já fiz. Quanto a investimentos, aplico predominantemente em ações. Certamente vou passar a acompanhar muito mais o seu blog. Muito bom trocar ideias com pessoas de interesses semelhantes. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ganhei um Kobo há alguns anos, é uma ferramenta de tecnologia maravilhosa, leio bem mais e o gasto com livros é praticamente 0. Já está virando meio que um hábito voltar do trabalho, malhar, tomar banho e relaxar deitado com uma garrafa de água bem gelada e o Kobo no colo...

      Excluir
  14. Academia é uma coisa que quando você acostumar não vai mais conseguir viver sem, teu corpo vai pedir pra ser exercitado, não necessariamente malhando.

    Como você bem disse, começou agora e ainda está caminhando, MAS quando você começar a ver seus músculos crescerem e tornearem vai ser exatamente como nos investimentos, valerá muito a pena.

    Eu comecei na natação durante a adolescência e hoje malho, corro, nado, escalo, trilho e viajo.

    Não sou nenhum monstro de academia, pelo contrário tenho musculatura proporcional ao ponto de quase não ser magro, aquela coisa bem natural mesmo. Tem gente que acha piada ou estranho eu malhar há anos e ainda não ser um armário anabolizado.

    Prioridades, amigo. Prioridades...

    ABraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembro que no passado já tive essa fase, de estar malhando religiosamente há 6 meses e tendo resultados bem visíveis (40cm de braço, 10 em 10 pessoas comentando que estava mais forte, etc.). Por algum motivo parei. Dessa vez vou garantir que não acontecerá novamente!

      Excluir
  15. A criação de hábitos é essencial para aqueles que estão na busca de algum objetivo =)
    Sem o hábito aquela atividade almejada que muitas vezes é chata se torna horrivelmente mais chata e frustrante.
    Viver de Renda, você acha que consigo modificar comportamentos emocionais por meio de hábitos ?
    abraço

    ResponderExcluir
  16. VR, eu de novo ... Você é referência, então permita-me mais duas perguntas, e desculpe-me também por fugir do tema principal:

    1) Qual corretora você usou / usa para comprar TD (NTN-B)? Qual a taxa praticada por ela?

    2) INSS (entendo pouquíssimo deste tema): Atualmente, acredito que você é empregado e sua empresa deve pagar a sua “aposentadoria” do governo. Após o grande dia, quando você parar de trabalhar e viver de renda, pergunto: Você continuará pagando os carnês ou esquecerá disto, visto que você já fez a sua aposentadoria? Fico pensando no dinheiro que já foi pago, caso você não pague os carnês, será este dinheiro descontado do contracheque um dinheiro “perdido”?

    Obrigado pelas respostas, antecipadamente, e não esqueça do meu blog, vou escrever algo sobre aposentadoria, na “minha linguagem”, visto que não tenho tanto conhecimento técnico, mas estou reutilizando muito de suas ideias p/ a minha IF, inclusive estou considerando muito um “All In” em NTN-B (com sobra de dinheiro p/ continuar na construção) p/ o meu grande dia da IF).

    Abraço


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC,

      1- Easynvest, 0% de taxa.

      2- Pretendo lá pra frente pagar como contribuinte facultativo. Pelos meus cálculos depois de parar de trabalhar só valeria a pena contribuir depois dos 50 anos pra pleitear uma aposentadoria por idade aos 65, mas até lá tem muita água pra rolar.

      Irei ler seu post!

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  17. Olá VR! Legal ver nova postagem sua, achei que tinha empacado muito naquela outra "A independência financeira" que li algumas vezes. VR, não sei a cidade que voce mora, mas vc pode ocupar seu tempo fazendo algum esporte que gosta ou aprendendo um novo esporte, é bem mais prazeroso que academia, vc faz mais amigos, pode participar de competições legais depois. Eu fiz judô durante 20 anos mas tive que parar devido faculdade e vida insana de trabalho. Também surfei por alguns anos e hoje estou parado pq onde moro não tem praia. Sempre quis fazer natação nesses clubes mais elitizados mas meus pais nunca tiveram dinheiro pra pagar, nem mesmo um futsal. Hoje em dia se eu morasse na praia e tivesse tempo surfaria ou andava de kite surf. Pra quem nao tem praia, pode-se fazer uma luta tipo karate, muay thay ou judô, e de esporte com bola gosto de tênis. Outra coisa legal eh escrever livros, ou aprender a pintar, fazer algum curso de arte ou dança de salão pra ocupar o tempo, e ter tempo livre pra ler livros ou simplesmente passear, tomar um café numa livraria de shopping folheando livros. Estou fazendo cursos no Cousera.com vc conhece? tb eh legal. Estou longe da IF ainda mas seguindo o plano, não tenho qualidade de vida, trabalho um número horrível de horas na semana que não vou nem comentar. VR, seria legal vc fazer um post de como é viver na IF, aquele post com a opinião de quem vive do lado de dentro do portão, nós aqui de fora somos muito curiosos em relação a tudo isso. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frugal,

      Eu a cada dia gosto mais da academia, que já fiz várias vezes no passado mas acabava parando. É muito bom ter o desafio de pegar pesos cada vez maiores, e a satisfação de alcançar os objetivos. Além disso jogo bola também. Chequei a praticar bodyboard mas ou eu acordava extremamente cedo ou sofria com o sol e o "crowd". Livros gosto de ler, mas tenho épocas de ler mais ou menos. Conheço o coursera, fiz alguns cursos lá, é uma fonte que certamente usarei no futuro, mas estou fazendo uma coisa de cada vez, e agora o foco total é na academia. Tem me ajudado muito não ter nenhum outro projeto ou obrigação pra solidificar esse hábito. Ontem mesmo, estava com bastante sono de noite mas ainda assim fui à academia, e foi ótimo me senti super bem durante e depois, senti que já estou ficando com necessidade de ir como um Anon profetizou acima.

      Como eu falei em outra oportunidade apesar do que tudo indica eu ter alcançado a IF, minha vida ainda segue como se nada tivesse acontecido. Continuo trabalhando, meu tempo livre é após o trabalho e fins de semana, nada novo no front e portanto nada a relatar. Talvez a única diferença seja menos preocupação com dinheiro e poder ter alguns pequenos gastos sem remorso.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  18. Estou gostando mt dos temas que você está escrevendo.
    Queria somente sugerir uma troca na fonte do texto principal, a que está usando agora é um pouco incômoda.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Fala VR,
    Legal seu post cara!
    Mas ele me trouxe algumas perguntas...
    Vc está milionário.Pq continua trabalhando?
    Vc mudou a muito a rotina da sua vida depois de ter atingido o objetivo da if?
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não é o momento, por diversos fatores não financeiros.

      Minha rotina não mudou quase nada, apenas pensando menos em dinheiro e mais em outras coisas, o que já é um alívio pra mim.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
    2. Poste mais sobre esses fatores não financeiros e sobre o que esperava da if X o que realmente é!seria legal ler =)

      Excluir
  20. VR muito bom o seu blog. Cara, uma dica, mude a fonte do site para uma melhorzinha, essa danifica os olhos, coloque uma mais atraente para a retina do ser humano.

    Abraço! Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por algum motivo ou bug do blogspot esse post não estou conseguindo modificar, não to com saco pra mudar tudo na mão com html, mas próximo post já estará normalizado.

      Excluir
    2. VR, recorte o texto do post, cole num word ou no e-mail (eu uso o outlook), configure, e após cole novamente. Eu estou escrevendo sempre no e-mail p/ evitar estas configurações. Abraço VDC

      Excluir
    3. Ficou uma confusão com fontes misturadas mas enfim, deixa como tá.

      Excluir
    4. Quanto à aparência do blog, eu tenho só um elogio. Como ele não é cheio de cores e fotos (ao contrário do blog do pobretão) eu consigo ler ele do trabalho sem chamar tanta atenção. Continue assim!!! O meu sonho é que os blogs e sites fossem cada vem mais parecidos com um documento de Word.

      Excluir
    5. Sou o anon 01:54, vlw!! Agora sim da para ler todos os artigos sem problema!!

      Excluir
  21. VR, como é essa transicao de poupador para milionario com possibilidade de gastar? Digo isso pq, o perfil da maioria dos bloggers sao pessoas que vivem reprimindo os gastos para poder ter uma vida financeira mais tranquila. Quando chega esse momento de alcancar a "IF" a pessoa sai sem sequelas ou não vai conseguir aproveitar a grana pq passou muito tempo vivendo com pouco?
    Abraco.

    PÉ DE JEQUITIBÁ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É algo complicado sem dúvida. Estou aos poucos me soltando mais com pequenos gastos, é um processo gradual.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  22. Oi VR, acompanho seu blog desde a epoca dos fundos imobiliarios e apesar de ser muito diferente em diversos aspectos, acho muito interessante e respeitador o seu ponto de vista sobre o mundo e a vida.

    Sou funcionario publico (receita federal) e não veja a hora de chegar minha IF e largar tudo isso. Trabalhar para o governo pode ser merlhor do que para a iniciativa privada, porem, nao trabalhar, ou deixar seu dinheiro trabalhar é muito melhor.
    Estou seguindo seus passos e indo para o ALL IN em TESOURO DIRETO. Consegui excelentes taxas no IPCA+ 2019 e 2035. Com essa alta recente, os resultados, ainda que inflacionados, são ridiculos comparados com a bolsa.
    Porem, nao sei se você viu o relatório Empiricus, em que afirma estarmos próximos do Apocalipse, e de um calote do governo.
    Você não se preocupa com esse cenário? Você acha que é forçassao de barra?
    Por um lado desconfiei pois em 40 anos de vida, ja passei passei por crise do cruzado, cruzeiro novo, plano Bresser, etc, etc, e nunca aconteceu o que ele diz no relatorio; e hoje o país está mais estabilizado do que antes.
    Gostaria muito de ouvir sua opnião.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num cenário inflacionário certamente prefiro estar em NTNBs que ações ou FIIs.

      O país está mais estabilizado mas está em processo de desestabilização.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  23. Olá Viver de Renda, malho há uns 7 anos e já li a maioria dos seus posts, apenas gostaria de te dar um conselho em relação a academia : DEFINITIVAMENTE NÃO TOME nenhum termogênico (lipo6, dnp ou outras coisas do gênero) , caso você queira emagrecer, não faça pelo caminho fácil pois vai se arrepender no futuro devido as consequências. Suplementos como Whey, creatina, maltodextrina, glutamina e albumina são louváveis nessa sua jornada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Douglas, não tomo termogênico nenhum até porque salvo engano foi proibido aqueles com efedrina aqui no Brasil. Não tomo nenhum suplemento na verdade, só exercício físico e contando calorias cuidando dos macros. Sempre deu certo comigo e está dando certo novamente!

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  24. VR , o que vc pensa sobre essa possibilidade de um calote da dívida interna com impacto no tesouro direto que vem aparecendo em previsões de alguns analistas e em alguns fóruns por aí?

    Lí essa matéria hoje, como exemplo:

    financista.com.br/noticias/calote-do-governo-pode-quebrar-bancos-em-2018-diz-fundador-do-antigo-btg

    Abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Texto fraco apesar das credenciais do autor. O que é bem capaz de acontecer é o calote branco através de inflação ou calote da dívida em dólar, é um caminho muuuito mais fácil do que dar calote na dívida interna (coisa que vale ressaltar nunca ocorreu).

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  25. VdR,

    Ótimo texto cara. eu até inclusive postei no Instagram o Parágrafo abaixo pois eu achei o máximo:
    "Eu nunca entendi direito aquela famosa pergunta: "Nossa, você não vai ficar entediado aposentado? O que você vai fazer o dia todo?" É o equivalente a falar "A vida é definida pelo trabalho, e meus interesses são tão equivalentes ao nada que sem o trabalho não sei como viver."
    No meu IG eu compartilho um pouco da minha caminhada rumo à IF. @minha_independenciaf

    Abracos,
    S&P

    ResponderExcluir
  26. Pq apagou o último post? Bateu arrependimento ou causou muita polêmica?

    ResponderExcluir
  27. Olá VR! Acompanho o blog a um tempo! Até adicionei o seu "perfil" no facebook, é seu mesmo? pretende postar atualizações lá? Seria legal!
    Uma dúvida, você já pensou em mora em outro pais? Como você acha que seria essa mudança pós IF?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim. Não pretendo postar nada lá não. Já pensei e a idéia me agrada, mas por agora prefiro ficar próximo da minha família.

      Abs.,

      VR.

      Excluir
  28. E ai VR, continua firme na academia?

    Estou terminando de ler o livro do DUHIGG, e também achei que poderia ser resumido em 10 paginas, mas esta valendo a pena mesmo assim. Te acompanho faz um tempo e tenho esse objetivo de viver de renda também. Sou empresario e já consigo dominar o meu tempo para realizar as minhas atividades na hora que eu preciso, porem ainda nao cheguei nesse patamar de 3M, que certamente me traria uma certa segurança, dentro de 4 ou 5 anos acredito que alcançarei os 3M. Sou casado mas nao tenho filhos e esse ano tenho o mesmo objetivo de cuidar da minha saúde. Com 30 anos hoje parei de fumar e proximo passo parar de beber tb. Estou firme na academia todos os dias de 2016 exceto fds.
    Apenas gostaria de te dar os parabéns pelo blog e pela sua dedicaçao em relaçao as finanças!
    Agora tenho uma duvida, pois eu li em alguns comentarios que voce nao pretende vender os titulos pois precisa dessa paz, certo?! Mesmo qnd as taxas abaixarem e voce conseguir dobrar o patrimonio nao pensa em vender?

    Um forte abraço! Tamo Junto VR!
    Em busca da IF!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuo firme! É o grande foco de 2016 para mim!

      A princípio não penso em vender esses títulos em hipótese nenhuma.

      Excluir
  29. Muito bom! Acabei de descobrir o blog através do pobretão e gostei muito, realmente esse blog é muito inspirador. Estou deixando os meus dias de procrastinação para trás e passando a aproveitar melhor meu tempo e começar a corrida do milhão, mas meu caminho ainda é longo, mas quero me manter firme neste objetivo, também quero criar o hábito de fazer alguma atividade física, irei me matricular em uma escola de artes marciais (quero muito kung fu) para ter uma boa atividade física e ainda aprender defesa pessoal, tb vou dedicar uma cota diária para leitura de livros (livros que acrescentarão algo na minha vida, não apenas livros de história) e estudo.

    ResponderExcluir
  30. Muito bom! Acabei de descobrir o blog através do pobretão e gostei muito, realmente esse blog é muito inspirador. Estou deixando os meus dias de procrastinação para trás e passando a aproveitar melhor meu tempo e começar a corrida do milhão, mas meu caminho ainda é longo, mas quero me manter firme neste objetivo, também quero criar o hábito de fazer alguma atividade física, irei me matricular em uma escola de artes marciais (quero muito kung fu) para ter uma boa atividade física e ainda aprender defesa pessoal, tb vou dedicar uma cota diária para leitura de livros (livros que acrescentarão algo na minha vida, não apenas livros de história) e estudo.

    ResponderExcluir