domingo, 17 de maio de 2009

Sou um cara de sorte

Era maio de 2008. Tinha finalmente juntado cerca de R$10.000,00 que estavam num fundo PIBB em que o banco cobrava 1,5% ao ano para apertar um botão. Ainda assim, tinha conseguido lucrar quase R$1.000,00! Caramba, eu era um cara com muita sorte, começar a investir na boa tendo tanto lucro assim. Após abrir a conta na corretora, lá vou eu todo serelepe fazer minha primeira compra (de cerca de R$8.000,00).

Vejam o gráfico do IBRX-50 de dez/97 até hoje:



Agora vejam no ponto preto o preço que eu paguei na minha primeira compra na vida na bolsa:



Nossa, que cara de sorte que eu sou! Mas esperem, a coisa melhora. Satisfeito da alta recente, eu fiz a façanha de efetuar uma compra ainda "melhor" no mês seguinte:



Fantástico!!! Quem quer me contratar como trader de ações???

Enfim, os meses foram se passando, o dedo que aperta o botão para comprar as ações foi calejando, e durante o mês de 2008 e 2009 continuei firme na estratégia buy & hold:



Dessa vez o santo IBRX teve pena de minha alma e consegui comprar algumas ações bem abaixo do valor de fechamento do mês.

E aqui é o valor que eu preciso que a bolsa chegue para ficar no 0 x 0, comparado com as minhas duas primeiras compras no meu "período de sorte":



Conclusões:

  • Vejam como recebi o "batismo de fogo" desde logo e entendi realmente o que é a estratégia buy & hold. Imagina acontecer o mesmo não com R$10k, mas com R$100k na bolsa? Não sei se eu na época, iniciante, teria os nervos para segurar.
  • A elaboração de preço médio possibilitou que eu me recupere das perdas e da minha "sorte" inicial a um preço 25% menor do que o das compras no topo do ibrx50.
  • Porra, meu ROI tá negativo de novo.

4 comentários:

  1. Imagina que vc tá se aposentando e rola uma "saudável" realização de 50% na bolsa, sem recuperação nos primeiros anos...se metade do seu patrimônio estiver em bolsa, vc toma uma porradinha de 25% no seu rendimento.
    Não sei se compensa o eventual ganho de rentabilidade com variação tão grande, particularmente em Pindorama, digo, Brasil...
    Quanto às primeiras compras, um comentário bem "Nelson": HA-HA!
    Mercado não tem pena de ninguém!!

    ResponderExcluir
  2. Com certeza compensa.É um risco que no longo prazo é diluido e você vai migrando da bolsa para rendimentos menos arriscados gradualmente.Só muda de um dia pro outro se achar que o preço tá bom para tal.

    Vale lembrar que a tedência do juros é cair o que deixa a bolsa ainda mais atrativa.

    ResponderExcluir
  3. Isso me fez lembrar o que aconteceu comigo na mesma época. Em abril de 2008, tinha acabado de sair de um emprego, recebendo várias indenizações, resgate de todo o FGTS, uma bolada. Na minha teoria do portfolio permanente, estava muito carregado em renda fixa. Acabei comprando PIBB a R$100 e depois a R$110, mas graças a Deus foi só, porque essas duas compras até hoje estão no negativo (PIBB hoje a R$97, 2 anos depois). Sorte que depois consegui comprar alguns pela metade desse preço (como você). Se dizem que você não entende nada de ações até passar pela primeira grande crise, então 2008 foi um grande aprendizado. Ah, e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir